Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Charge de Serena Williams no US Open sofre acusação de racismo

A polêmica final da chave de simples feminina do US Open de 2018 segue rendendo. Na partida final, Naomi Osaka venceu Serena Williams. A imensa repercussão da peleja, porém, ficou por conta de um imenso estranhamento entre a norte-americana e o juiz principal, Carlos Ramos. Com diversas punições, a atleta chegou a perder um game inteiro por conta de suas atitudes. Revoltada, ela disse que o português é sexista e exigiu desculpas. Uma charge, publicada na última segunda-feira (10), porém, aumentou a repercussão do caso por outros motivos.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

Mark Knight, cartunista australiano, publicou sua obra no jornal “Melbourne Herald Sun”. Na ilustração (que você vê na imagem acima e no tweet abaixo), Serena Williams pula em uma raquete com feição claramente irritada. Do lado, uma chupeta. Ao fundo, Carlos Ramos conversa com Naomi Osaka. Há, também, uma pergunta do português para a japonesa: “Você não poderia deixá-la ganhar?”.

Os lábios grossos e o nariz grande de Williams chamaram a atenção de muitos mundo afora. Mesmo o desenho de Osaka foi criticado pelo cabelo loiro e a pele branca – Naomi tem origens haitiana e japonesa, por sinal mais alta que a própria Serena. Dentre diversas manifestações a respeito da charge, o Washington Post e J. K. Rowling (criadora da série Harry Potter) criticaram os traços de Knight.

O australiano se defendeu em entrevista à emissora norte-americana ABC. Ele afirmou que o desenho se refere apenas ao comportamento de Serena Williams, e nada tem a ver com racismo ou sexismo. O comentário foi endossado pelo editor da publicação, Damon Johnston. Em tweet, ele disse que Mark tem o apoio de todos no jornal e que o desenho se refere ao péssimo comportamento de uma lenda do tênis:

LEIA MAIS
Nadal, Federer e Djokovic voltam a ser top 3 em ranking da ATP após o US Open
Novak Djokovic se torna o 3º maior vencedor de grand slams da história; veja a lista
Vencedora de Wimbledon em 2018, Angelique Kerber é dona de academia – mas ama sorvete