Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com nova oferta de clube árabe, Régis pede para deixar o Bahia

O futuro do meia Régis está mais uma vez em jogo. Após ter recusado duas ofertas árabes nos últimos meses, o clube recebeu mais uma proposta do Al Wehda, que desta vez deve levar o meio-campista para a Arábia Saudita.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Felipe Oliveira / EC Bahia

Régis foi relacionado e viajou junto com o elenco para Curitiba, onde o Bahia jogará às 16 horas. Mas, momentos antes de ir à Arena da Baixada, o meia pediu para deixar o clube.

A situação do jogador foi explicada pelo próprio clube baiano, através de uma nota oficial divulgada em sua conta no Twitter, confirmando a oferta recebida para vender o jogador e que ainda irá discutir a transferência com o jogador, clube e empresários a partir de segunda-feira.

“O meia Regis recebeu uma nova proposta do Al Wehda, da Arábia Saudita, e pediu para deixar o Bahia. O clube preferiu afastá-lo da partida de hoje e a situação será discutida a partir de amanhã”.

O Al Wehda é o clube que tem Fábio Carille como treinador e que já contratou atletas como Renato Chaves, Otero, Anselmo, Marcos Guilherme, que atuavam respectivamente em times como Fluminense, Atlético-MG, Sport e São Paulo, além do ex-tricolor Fernandão, que defendeu o clube baiano em 2013 e que estava atuando na Turquia desde então.

No Bahia, Régis possui contrato válido até o final da temporada de 2020, com multa rescisória estipulada em 5 milhões de euros (R$ 23,5 milhões). Ele assinou um contrato em definitivo com o Esquadrão de Aço em janeiro, como parte da negociação que levou o goleiro Jean ao São Paulo.