Torcedores – Notícias Esportivas

Destaque brasileiro na Coreia lembra ajuda de morador de rua e ‘rejeição’ após 7 a 1

O mundo do futebol não se resume apenas em partidas disputadas, vai muito além disso. O atacante brasileiro Wesley Alex, atual vice artilheiro da K League 2 – da Coreia do Sul – conta, em entrevista EXCLUSIVA ao Torcedores.com, dois casos curiosos que passou na carreira. 

Allan Abi Madi
Colunista do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Divulgação

O jogador é natural da cidade de Jacareí, no interior de São Paulo, tem 30 anos de idade e é um dos destaques do FC Anyang, um dos times mais populares do futebol sul-coreano. Wesley, que chegou no seu atual clube em 2010, já atuou por cinco times no país, além de ter jogado na Tailândia.

Logo no início da carreira, o jogador brasileiro passou por uma situação difícil e inusitada, que ficou marcada em sua memória. Wesley Alex só conseguiu voltar para casa após fazer um teste no Ituano, graças a ajuda de um morador de rua.

 Quando fui fazer teste no Ituano, a peneira era em dois períodos, e eu precisava comer. Resultado, faltou um real para eu comprar a passagem de volta pra casa. A moça não queria me vender de jeito nenhum e eu fiquei sentado pensando no que eu poderia fazer. Pedia dinheiro as pessoas e ninguém nem olhava pra mim. De repente chegou um mendigo me pedindo dinheiro, e eu disse que não tinha, que também estava precisando para poder voltar para casa. Pois bem, foi ele que me deu o um real que eu necessitava para conseguir voltar para casa. Jamais vou esquecer esse dia e cada vez que lembro fico profundamente emocionado.

atacante revelou que jogadores brasileiros passaram por dificuldades para arrumar algum clube na Ásia após a goleada que a Seleção sofreu para Alemanha na Copa do Mundo de 2014.

– Depois da Copa de 2014 no Brasil, os atletas brasileiros passaram a ser rejeitados aqui na Ásia em razão do 7×1. Nesse período foi muito complicado arrumar clube, pois eles simplesmente não nos queriam em seus times. Diziam que atletas brasileiros não eram bons. Muita gente não sabe, mas os jogadores que atuam no exterior dependem muito do resultado do Brasil nas Copas do Mundo.

Wesley Alex em ação pelo FC Anyang / Foto: Divulgação

Com contrato até o fim do ano, Wesley Alex Maiolino espera cumprir suas metas pessoais; sagrar-se artilheiro e ajudar sua equipe terminar a competição entre as quatro primeiros.

– A luta pela artilharia está completamente aberta. Tenho total confiança que posso chegar lá. Sobre as nossas chances no campeonato, não é uma situação simples, mas se tomarmos como base as últimas atuações, somos sim capazes de brigar até o fim.

O atacante não descarta retornar ao Brasil na próxima temporada, mas prefere aguardar as coisas acontecerem.

– Vamos esperar o que vai acontecer até o fim do ano, se vou renovar, tentar outro time aqui pela Ásia, mesmo que seja fora da Coréia… até mesmo no Brasil. É esperar uma oportunidade, quem sabe. É deixar na mão de Deus. A intenção é acabar bem o ano e ver o que acontece.

LEIA TAMBÉM:
DESTAQUE DO BRASIL NA SÉRIE B, PEREIRA É FÃ DE RONALDINHO E TEM FAMÍLIA CORINTIANA
MERCADO DA BOLA: ZAGUEIRO DO BRAGANTINO CONFIRMA TRANSFERÊNCIA PARA O CRB
REFORÇO DO FLAMENGO É ELOGIADO POR ATACANTE QUE ATUOU NO MÉXICO: ‘PODE SOBRESSAIR’
DIEGO ALVES PROCUROU O FLA COM PROPOSTA NA EUROPA: ‘NÃO VOLTARIA AO BRASIL POR OUTRO CLUBE’

Foto: Divulgação 

Curtiu essa matéria? Siga o jornalista no Twitter: Allan Abi Madi – @Allanmadi

Siga também no Facebook: Allan Abi Madi