Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Galdino aponta “falta de calma” para insucesso do Iranduba no Brasileirão

O técnico do Iranduba, Adilson Galdino eximiu de culpa, a capitã Djenifer, que perdeu um pênalti durante o empate com o Rio Preto, ontem, pelas quartas de final do Brasileirão, na Arena da Amazônia. O resultado culminou com a eliminação das amazonenses no certame nacional.“Não temos que sacrificar a nossa capitã. Ela deu muitas glórias para nós e sempre bateu os pênaltis, assim como treinou isso a semana inteira. A goleira foi feliz e pegou o pênalti. A gente não tem que sacrificar, tem é que valorizar o grupo todo. Num momento como esse, a responsabilidade é do treinador sempre“, afirmou.Galdino também apontou a falta de tranquilidade da equipe, em superar a retranca rival. ” Faltou um pouco mais de calma para rodar a bola de um lado para o outro no momento mais difícil, onde elas se fecharam e fica mais difícil de fazer infiltração, de achar o espaço. Nesses momentos é ruim pra dar uma explicação. Temos é que reconhecer o mérito do Rio Preto, que passou, e trabalhar até quando Deus permitir “.O comandante do Hulk também afirmou que a precoce saída do torneio, apontou pontos a serem corrigidos, visando os próprios desafios, dentre eles, a Libertadores, que ocorrerá em Novembro, em Manaus.

Ivan Ruela
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Ivan Ruela

Pra nós é uma frustração muito grande, pois a gente queria chegar à próxima fase e brigar pelo título, mas do outro lado tem o adversário querendo vencer e que luta igual a gente. Mas a nossas meninas foram bravas, valentes, insistiram e tentaram o máximo possível. Infelizmente as coisas nem sempre saem como a gente espera. Isso é do futebol. Vamos sentar com a comissão técnica com muita calma para ver os pontos positivos e negativos que aconteceram durante a temporada“,concluiu.