Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Itair Machado revela que Cruzeiro irá à Conmebol para pedir anulação de expulsão de Dedé

Após a expulsão injusta de Dedé na partida contra o Boca Juniors, na Bombonera, o vice-presidente de futebol, Itair Machado, revelou que o clube vai à Conmebol, no Paraguai, para exigir a anulação do cartão vermelho aplicado no defensor da Raposa, como forma de amenizar o prejuízo causado pelo equívoco do árbitro Eber Aquino.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Haddad/Cruzeiro/divulgação

Segundo Itair Machado, existe um caso semelhante que ocorreu em 2014, em que a entidade máxima do futebol sul-americano anulou um cartão após considerar a punição injusta.

“O Cruzeiro vai tomar medidas cabíveis juridicamente porque a gente acha que flagrante o que aconteceu. Em 2014, teve um jogador que a Conmebol absolveu o cartão vermelho e ele jogou a partida seguinte. Então, o que o Cruzeiro vai pleitear é que a gente não seja prejudicado duas vezes. Porque o Cruzeiro foi prejudicado hoje e punido hoje com o erro do árbitro. Nós não podemos continuar com esse erro, tirando um dos principais jogadores nossos do jogo. Então, se não houve má fé, má intenção, se não houve roubo, que se conserte o erro do juiz. É o que o presidente da Conmebol tem que fazer”, criticou em coletiva de imprensa o dirigente da Raposa.

“O nosso presidente vai amanhecer na porta da Conmebol, já contratamos um advogado da cidade, e o nosso advogado vai passar a noite agora, no avião de volta, iniciando a peça. O que nós pedimos é que a gente não seja punido duas vezes. (…) O presidente está indo à Conmebol, vai ficar aqui, vai partir amanhã às 6h, 7 e pouco ele já estará lá na Conmebol, e a gente espera ter êxito, porque não só os jogadores do Boca, mas a torcida toda do Boca, ninguém entendeu o que aconteceu”, complementou Itair Machado.

Na sequência da entrevista, o vice-presidente ainda se mostrou indignado com a atitude do árbitro Ebe Aquino, que segundo Itair, saiu rindo quando cobrado pelo erro.

“Eu acho que não é bom avaliar (má fé ou erro) porque senão serei punido. O Cruzeiro vai avaliar onde for possível dentro da lei. O problema do futebol também é esse. Acontece um absurdo desse e você não pode nem se expressar. O árbitro saiu dali rindo. Eu não sei de quê ele estava rindo, é mais um motivo grave isso”, finalizou Itair Machado.

LEIA MAIS:

MANO MENEZES DETONA ARBITRAGEM APÓS EXPULSÃO DE DEDÉ CONTRA O BOCA

As melhores notícias de esportes, direto para você