Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

5 jogadores que entraram na história do Flamengo por causa da Copa do Brasil

O Flamengo enfrenta o Corinthians, na próxima quarta-feira (26), na Arena Corinthians, em São Paulo, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil.

Vitor Cavalcanti
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo

No primeiro jogo, no Maracanã, Flamengo x Corinthians empataram em 0 a 0. Como o regulamento desse ano da Copa do Brasil não leva em consideração o gol fora de casa, qualquer empate leva o jogo para a disputa de penalidades máximas. Uma vitória no tempo normal garante a vaga na final para enfrentar Cruzeiro ou Palmeiras.

Desde a criação da Copa do Brasil, em 1989, diversos jogadores marcaram suas histórias na competição – tanto para o bem, como para o mal. Alguns atletas flamenguistas têm seus nomes gravados nos momentos mais marcantes do mata mata nacional.

Veja 5 jogadores do Flamengo que estão na história da Copa do Brasil

Obina

O folclórico centroavante marcou seu nome no primeiro clássico entre Flamengo x Vasco, em 2006, na Copa do Brasil. E não foi um encontro qualquer. As equipes fizeram a final da competição daquele ano. Obina marcou o primeiro gol do confronto, no jogo de ida, que acabou 2 a 0 para o Rubro-Negro. Foi o início do que seria a conquista do bicampeonato pelo Flamengo.

Juan

Ainda em 2006, o lateral-esquerdo Juan marcou o gol da vitória do Flamengo sobre o Vasco por 1 a 0 no jogo decisivo da final e garantiu o título do Rubro-Negro.

Hernane Brocador

Hernane Brocador foi outro dos folclóricos centroavantes rubro-negros que marcaram a Copa do Brasil. O camisa 9 teve uma noite de gala no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil de 2013, contra o Botafogo, quando marcou três gols na goleada por 4 a 0 do Rubro Negro. Brocador ainda poderia ter feito o quarto gol, mas cedeu uma penalidade máxima a Léo Moura, que fazia aniversário naquela dia.

Elias

Um outro nome que ficou marcado na campanha do título do Flamengo em 2013 foi Elias. O volante marcou o gol da vitória rubro-negra contra o Cruzeiro, por 1 a 0, aos 42 minutos do segundo tempo. Os cariocas estavam sendo eliminados, já que tinham perdido por 2 a 1 no jogo de ida. Mas o tento marcado por Elias acabou salvando a equipe.

O volante ainda abriu o marcador no segundo jogo da grande final, contra o Atlético-PR. As equipes empataram em 1 a 1 na primeira partida. No jogo de volta, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0.

Um outro fato marcante foi o abraço da torcida do Flamengo em Elias, que vivia um dos momentos mais difíceis de sua vida. Seu filho, Davi, que na época tinha menos de dois anos, havia sido internado por conta de uma pneumonia.

Alex Muralha

Mas nem só de glórias vivem os jogadores. O goleirão Alex Muralha sabe bem disso. O defensor virou piada e ficou estigmatizado após a disputa de cobranças de pênalti na final da Copa do Brasil de 2017, contra o Cruzeiro. Muralha pulou em todos os pênaltis para o mesmo lado. Em sua defesa, foi dito que essa era mesmo a estratégia.