3 lições que Flamengo deve aprender para partida contra Corinthians pela Copa do Brasil

O Flamengo enfrenta o Corinthians, na próxima quarta-feira (26), na Arena Corinthians, em São Paulo, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil.

Vitor Cavalcanti
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Staff Images/Flamengo

No primeiro jogo, no Maracanã, Flamengo x Corinthians empataram em 0 a 0. Como o regulamento desse ano da Copa do Brasil não leva em consideração o gol fora de casa, qualquer empate leva o jogo para a disputa de penalidades máximas. Uma vitória no tempo normal garante a vaga na final para enfrentar Cruzeiro ou Palmeiras.

Veja 3 lições que o Flamengo precisa aprender para o jogo de volta da Copa do Brasil

Autonomia de Barbieri

O treinador do Flamengo tomou a polêmica decisão de colocar Vitinho no intervalo da partida contra o Atlético-MG e substituí-lo 36 minutos depois. O atacante foi a maior contratação do Flamengo e custou 10 milhões de euros. Muito se critica o fato de Maurício Barbieri não ter tamanho para bater de frente e tomar decisões fortes contra jogadores cascudos do elenco. Na entrevista coletiva, o treinador afirmou que a decisão não foi em resposta a ninguém. Mas, mesmo que involuntariamente, deixa a dúvida no ar. Se vai permanecer no cargo, Barbieri precisa ter tamanho e respaldo para tomar as decisões.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Trauco não pode ser descartado

O lateral estava praticamente descartado do elenco do Flamengo durante todo esse período pós-Copa do Mundo. O peruano afirmou enquanto estava no mundial com sua seleção que queria deixar o clube, o que não foi bem visto pela direção flamenguista. No jogo contra o Atlético-MG, foi responsável por duas assistências. É o lateral que tem mais passes para gol no Brasileirão, apesar de ter jogado pouco. Um atleta tão decisivo assim não pode ser preterido da maneira que estava.

Ataque precisa aparecer

A ineficiência do ataque no jogo de ida da Copa do Brasil não pode permanecer. O Flamengo teve total controle do jogo, o Corinthians praticamente abdicou do ataque. Para se classificar sem passar pelos pênaltis, o time comandado por Maurício Barbieri precisa pelo menos marcar um gol – e não tomar nenhum. Seria uma boa hora dos centroavantes desencantarem.

LEIA MAIS

5 jogadores que entraram na história do Flamengo por causa da Copa do Brasil