Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lucas justifica apoio a Bolsonaro: “tenho direito de me preocupar com o que está acontecendo no meu país”

Após a derrota do Tottenham contra o Liverpool, Lucas Moura pronunciou-se publicamente sobre a polêmica ocorrida na última segunda- feira (10) em seu perfil no Twitter. Tudo se deu após o jogador declarar apoio ao candidato à presidência Jair Messias Bolsonaro, fato que gerou revolta nos seus seguidores.

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Divulgação/Twitter

Lucas justificou-se na zona mista do Tottenham Stadium, citando que tem direito de opinar sobre as questões do país, assim como qualquer outro brasileiro. O apoio a Bolsonaro repercutiu até na Inglaterra, e não foi recebido muito bem por parte da torcida dos Spurs. A equipe londrina possui vários apoiadores que integram grupos LGBT e nos veículos em que o caso foi noticiado, constava que o candidato do PSL à presidência era conhecido por casos de racismo e homofobia.

Confira abaixo as declarações de Lucas.

”Infelizmente eu já imaginava que teria uma repercussão exagerada, com mais atenção do que deveria por parte da mídia. Apenas quis me posicionar. Antes de ser um jogador de futebol, sou um cidadão e tenho direito de me preocupar com o que está acontecendo no meu país”

“Apenas respondi civilizadamente algumas questões que apareceram no meu Twitter, mas infelizmente algumas pessoas não sabem respeitar uma opinião diferente. Saber conviver com opiniões diferentes faz parte da democracia. Amo minha família e meus amigos de paixão, mas nem sempre concordo com eles”

O camisa 27 dos Spurs revelou que não vai se conter para comentar sobre política futuramente, debatendo com quem for educado

“(Faria de novo) Sem problema algum. Não sou especialista no assunto, posso conversar e debater até onde entendo, civilizadamente. Muitos atacam e nem respondi quem resolveu fazer isso, conversei com quem foi educado. Tenho preocupação de ter uma vida melhor no meu país para todo mundo.”

”Antes havia muitas questões no meu país e às vezes me sentia mal por sempre ficar em cima do muro ou ser omisso. Temos de respeitar quem quer e quem não quer se posicionar. Às vezes nossos fãs e torcedores querem saber a opinião dos seus ídolos. Com uma opinião diferente, podemos abrir a mente de alguém. Como pessoa pública, esse foi o meu objetivo. Não tenho que só falar de futebol. Sou brasileiro e tenho familiares e amigos no Brasil e também me preocupo com o meu país”.

LEIA MAIS

Apoio de L. Moura a Bolsonaro repercute na imprensa inglesa; confira

Messi confessa que gostaria de ter melhor aproveitamento na marca da cal: “É muito difícil treinar pênaltis”

Vitória do Liverpool sobre o Tottenham rende memes na web; confira