Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Opinião: O Cruzeiro pode e deve escalar reservas no clássico

 

Ivan Ruela
Colaborador do Torcedores

Crédito: Whashington Alves/ Light Press/Cruzeiro

É evidente e inegável que o Brasileirão ficou como 3ª opção na lista de prioridades do Cruzeiro para o resto da temporada. Pudera, uma vez que o time está estacionado na 7ª posição, com 33 pontos, longe da briga pelo  título, assim como da zona de rebaixamento.

Concomitante a isso, a Raposa encontra-se nas quartas de final da Libertadores, onde defronta ninguém mais do que o Boca Juniors, na próxima quarta, no La Bombonera. Pela Copa do Brasil, o time de Mano Menezes deu um grande passo para chegar à final, após vencer o Palmeiras fora de casa, no  meio de semana por 1 a 0.

Entre esses dois pesados duelos, está o clássico contra o Atlético, no próximo domingo. Assim como no confronto do turno, o Cruzeiro deve novamente abdicar de alguns titulares.

E infelizmente, não há outra saída. Mano pode e deve poupar todos aqueles que estarão aptos para o jogão na Argentina, até mesmo os que são tidos como ’13º jogador’, casos de Rafinha e Raniel.

Eu iria a campo com essa formação:

Rafael- Após a lesão de Fábio em 2016, o reserva imediato ganhou a confiança da torcida e do treinador. Correspondeu não só naquele período, mas em outras vezes em que foi chamado. Resta lembrar, que no lendário 6 a 1 de 2011, ele foi o titular, quando com 22 anos, era tido com certa desconfiança pela torcida.

Ezequiel- Limitado tecnicamente, mas pode ser útil na defesa, principalmente para conter as subidas de Chará.

Manoel- O ex-titular precisa de mais jogos para ganhar ritmo. E pode ser um peso a mais na jogada ofensiva aérea.

Murilo- Chegou a ser titular no ano passado. Tem futebol e necessita de mais jogos pra recuperar a confiança.

Marcelo Hermes- Embora não tenha agradado até então, também necessita de mais ritmo. Patrick Brey pode ser uma boa alternativa para o decorrer do jogo, inclusive pela ponta.

Lucas Romero- Poderia ser até poupado, mas ficou alguns jogos no estaleiro e precisa de tempo de jogo. Além do mais, é um baita reforço para anular as articulações alvinegras pelo meio.

Cabral- Outro reserva de luxo, nos últimos jogos tem se destacado por atuar mais contido, com bom índice de roubadas de bola. Também é eficiente na distribuição de jogadas. Ederson pode ser uma boa aposta no jogo, conforme a situação em campo.

Bruno Silva- Ainda não é o mesmo do Botafogo, mas é nítida sua evolução. Tem dois gols e uma assistência no campeonato. Além de fazer o lado direito pelo meio , pode recuar para segundo voltante, em determinado momento do jogo. Deverá ter a atribuição de ajudar no combate de Chará e Fábio Santos.

Mancuello- Este precisa se explicar, e mais uma chance jogando de início pode ser de grande estímulo pra ele. Qualidades ele tem. Pode alternar de posição com Bruno Silva e Cabral.

Deivid- Melhorou nos últimos jogos que entrou. Deve travar por vezes um duelo com Luan e Emerson, e também inverter de posição, uma vez que deve ser o atleta celeste mais veloz em campo.

Sóbis- Experiente, tem jogado pouco nas últimas semanas. Descansado,  além sua importância tática, conta ainda com um razoável poder de fogo para decidir.  Raniel pode entrar no decorrer do jogo, ou no lugar de Sóbis, ou no de outro jogador, deslocando o veterano para os lados. De volta após um longo período por conta de lesão no joelho, Sassá também pode ser uma boa aposta, para o segundo tempo,