Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Bobô, ex-Corinthians, fala sobre desejo de encerrar a carreira no Brasil

Nascido em Gravatá (PE), Deyvison Rogério da Silva, mais conhecido como Bobô, foi revelado pelo Corinthians e jogou na equipe do alvinegro em 2005, se tornando campeão brasileiro naquela oportunidade. Na sequência se transferiu para o Besiktas onde viveu sua melhor fase na carreira. Por lá se tornou o maior artilheiro estrangeiro da história das águias negras, com 97 gols em 222 jogos oficiais.

Cleyton Pedro
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação / Alanyaspor

O goleador atuou ainda no Cruzeiro, Kayserispor, Grêmio, Sydney onde atingiu a marca de 200 gols na carreira e atualmente defende o Alanyaspor. A Turquia parece ser mesmo a sua segunda casa do brasileiro, no país há mais de nove anos, o centroavante conhece tudo quando o assunto é os costumes, culinárias e futebol turco.

Confira o papo com o artilheiro

Torcedores – O futebol na Turquia é muito competitivo e o país parece ser a sua casa, o que te faz jogar em um pais por tantos anos com uma cultura totalmente diferente da nossa?

Bobô: Realmente o futebol na Turquia está bem competitivo, é um país que cheguei muito novo para jogar, fiz muitas amizades e conheci muitas pessoas. Uma cultura totalmente diferente da nossa, depois de muito tempo estou bem adaptado, não encontro problema nenhum e conheço bem o país.

Torcedores – Recentemente você chegou à marca de 200 gols na carreira, no futebol competitivo de hoje é um feito e tanto, na sua infância qual artilheiro você gostava de ver balançar as redes?

Bobô: Recentemente, cheguei à marca de 200 gols na carreira, uma marca importante. Na infância, sempre observava jogar e fazer gols Romário e Edmundo, além do Luizão que eu gostava de ver bastante na época do Corinthians e Vasco, esses jogadores foram minhas referências quando eu era mais novo.

Torcedores – Como é a gastronomia aí no país?

Bobô: Hoje em dia na culinária aqui você acha de tudo, mas o principal da turca é o “Kebab” existe vários tipos, mas tem coisas do mundo inteiro e encontra com uma certa facilidade em todos os lugares.

Torcedores – Na Turquia os adeptos são fanáticos, qual torcida cobra mais a brasileira ou a turca?

Bobô: Aqui a torcida é fanática, acredito que até igual no Brasil, mas existe um pouco mais de respeito dos torcedores quando as coisas não vão bem. Mas é bem parecido, até um pouco mais fanático que no brasil.

Torcedores – Quando está de folga, o que gosta e o que tem para fazer ai na Turquia?

Bobô: Aqui quando estou de folga, é um país que tem muita história para conhecer, com muitos pontos turísticos para visitar em Istambul e em toda Turquia, já conheci a grande maioria e nas folgas procuramos ir em outros lugares que não vimos ainda para também conhecer a história do lugar que a gente está aqui na Turquia.

Torcedores – Tem o desejo de atuar e encerrar a carreira aqui no Brasil ainda?

Bobô: Sim, tenho mais alguns anos aqui ainda, mas tenho desejo de atuar e encerrar minha carreira no Brasil sim.

Torcedores – Pode contar para os leitores do Torcedores, algum fato curioso aí da Turquia?

Bobô: Um fato curioso sobre o país, uma coisa diferente do que acontece não nas grandes cidades, mas sim nas vilas e no interior da Turquia é quando tem casamento, eles comemoram dando tiro para cima.

As melhores notícias de esportes, direto para você