Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Dedé rebate acusação do goleiro do Boca sobre má intenção em lance na Bombonera pela Libertadores

A primeira partida das quartas de finais da Copa Libertadores da América, que aconteceu na Bombonera, continua repercutindo. Em entrevista ao “Olé”, o goleiro do Boca Juniors, Andrada, afirmou que o zagueiro Dedé foi mal intencionado na jogada em que resultou na expulsão do defensor celeste após o árbitro consultar o árbitro de vídeo. Na ocasião, o arqueiro da equipe argentina sofreu uma fratura no maxilar.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Haddad/Cruzeiro/divulgação

“A princípio pensei que foi sem querer, mas depois que vi a outra partida (no Mineirão), concluí que o Dedé foi de má intenção”, acusou Andrada em entrevista ao jornal argentino, se referindo a um lance parecido no duelo da volta, em Belo Horizonte que, inclusive, o zagueiro da Raposa foi advertido com o cartão amarelo.

Vale lembrar que, após a repercussão negativa da expulsão de Dedé, após o árbitro Eber Aquino consultar o VAR, a Conmebol anulou o cartão vermelho e, por isso, o zagueiro do clube estrelado pôde atuar no duelo da volta, que terminou 1 a 1 e consequentemente o Boca se classificou para a semifinal da Libertadores.

Também em entrevista ao “Olé”, Dedé lamentou as declarações de Andrada.

“É lamentável que o Andrada pense assim. Se me conhecesse como ser humano e soubesse da minha conduta, certamente não diria isso. Mas espero que ele se recupere bem. Se causei algum problema, até sem intenção, só posso pedir desculpas”, afirmou o defensor.

LEIA MAIS:

LÉO COMENTA EXPERIÊNCIA COM O VAR EM JOGOS DECISIVOS DO CRUZEIRO NA TEMPORADA 2018