Saiba mais sobre os finalistas do Platinum Pass Adventure do Poker Stars

O BSOP Millions está chegando com grandes novidades. Entre os dias 27 de novembro a 6 de dezembro no maravilhoso Golden Hall do WTC Sheraton, em São Paulo, estarão os maiores nomes do pôquer nacional em busca da premiação milionária da etapa. Mas outro evento está chamando muito a atenção. A final do Platinum Pass Adventure. Evento criado pelo Poker Stars, onde o vencedor ganhará um pacote de 30 mil dólares para ir ao evento PokerStars Players NL Hold’em Championship, nas Bahamas. E além do pacote, o vencedor irá receber treinamentos do maior nome do esporte brasileiro: Andre Akkari. Os três jogadores que estão em busca desse sonho caribenho são: Thiago Barnabé, que venceu o desafio no BSOP São Paulo, em julho, o baiano Caio de Sales Calmon, que se classificou na etapa Iguazu, em agosto, na Argentina, e, por fim, o catarinense Éder Ferronato, que garantiu sua vaga durante o BSOP Florianópolis.

Luan de Carvalho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação Poker Stars

Créditos: Divulgação Poker Stars – Akkari e Thiago Barnabé

Os jogadores estão contados os dias a etapa do BSOP Millions. Conversando um pouco com o torcedores.com sobre a ansiedade que acontece nas vésperas do torneio, o baiano Caio Calmon mostrou estar tranquilo e confiante: “A melhor forma de evitar a ansiedade é estando preparado, nos 3 anos que estou no 4bet Poker Team adquiri conhecimento suficiente para chegar bem confiante na disputa.” disse o baiano. Já o catarinense Éder Ferronato, admitiu estar com um pouco de ansiedade, mas se mostrou determinado: “Estou um pouco ansioso, mas ao mesmo tempo, já passei por várias situações parecidas, acredito que isso irá me ajudar a vencer mais esse desafio” Comentou Éder ao nosso site.

Créditos: Divulgação Poker Stars – Eder Ferrato e André Akkari

Thiago Barnabé, em entrevista ao PokerStars contou um pouco sobre sua vida fora das mesas, mostrando que também é um vencedor em outros esportes: “Eu sou uma pessoa muito competitiva. Antes de começar a jogar pôquer eu estava em corridas de arrancada. Eu competi profissionalmente por muitos anos e parei quando descobri o pôquer”. O ex corredor ainda disse como está se sentindo com esse 3-handed (quando restam apenas 3 jogadores na disputa de um campeonato): “É uma ótima oportunidade que o PokerStars me deu. Estou muito feliz com isso, agora eu tenho que ir para o BSOP Millions e encarar os outros dois caras. Eu farei o meu melhor e vou para a vitória!”

 

Créditos: Luis Bertazini Instagram 4Bet Poker Team – Caio Calmon

André Akkari, dono de um bracelete da WSOP, ao ser questionado pelo torcedores.com se o campeão do Platinum Pass chegaria no caribe com a moral elevada diante dos grandes jogadores do circuíto mundial, foi categórico na resposta: “Eu acho que o mundo do pôquer reconhece com “moral alta” ou com medo na mesa, com respeito e tudo mais os jogadores que são mais regulares do circuito mundial. Os caras que tem mais mesas finais, que tem mais premiações em valores. Muitos títulos, braceletes e tudo mais. Então, o ganhador do Platinum Pass pela promoção que fizemos, não vem com moral nesse porte” disse o campeão mundial. Porém ele acha que o campeão do Platinum Pass, chega com uma outra vantagem muito boa contra os adversários cascudos do mundo do esporte: “Ele acaba sendo um franco atirador. Isso é muito perigoso no poker, pra quem é  profissional. O cara vem sem peso nas costas, sem pressão ou pelo menos com menos pressão do quem está pagando aquele valor para estar lá e ele acaba tendo a possibilidade de ser mais agressivo tem possibilidade de ser mais peitudo nas situações e as vezes colocando os profissionais em situações mais tensas. Se ele for com essa intenção ele tem mais chances de sucesso diante dos profissionais”, concluiu Akkari.

LEIA MAIS:

Com premiação histórica, BSOP Millions divulga novidades