GP do Japão de Fórmula 1: acompanhe a corrida em tempo real

A Fórmula 1 fecha a segunda passagem pela Ásia logo mais, a partir das 2h10, pelo horário de Brasília, com a realização do Grande Prêmio do Japão, que será disputado mais uma vez no circuito de Suzuka. A 17ª etapa da temporada 2018 terá a pole position de Lewis Hamilton, piloto da Mercedes que alcançou sua 80ª pole position na mais importante categoria do automobilismo mundial.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Mercedes

Acompanhe o GP do Japão de Fórmula 1 ao vivo com o Torcedores. Participe através do Twitter com a hashtag #F1noTorcedores.


Veja como foi o treino classificatório:

Lewis Hamilton conquistou na madrugada deste sábado (6) a pole position para o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, 17ª etapa da temporada atual. O piloto da Mercedes dominou completamente o final de semana até aqui, liderando todos os treinos e os três segmentos da classificação realizada no circuito de Suzuka. Antes de a chuva atingir o traçado japonês, o líder do campeonato anotou 1min27s760, garantindo a posição de honra pela 80ª vez na carreira.

A segunda posição no grid de largada ficou com Valtteri Bottas, que acabou 0s299 atrás do tempo obtido por Hamilton. Max Verstappen, com a Red Bull, ficou com a terceira colocação, e dividirá a segunda fila com Kimi Räikkönen, da Ferrari. O grupo dos cinco primeiros em Suzuka ainda contará com Romain Grosjean, francês que defende a equipe Haas.

Brendon Hartley conseguiu sua melhor classificação na carreira na Fórmula 1, e levou a Toro Rosso ao sexto lugar. Pierre Gasly, com o outro carro do time de Faenza, partirá da sétima posição, enquanto Esteban Ocon, da Force India, largará em oitavo. Após a Ferrari mandar Sebastian Vettel à pista com pneus intermediários no início do Q3, o alemão partirá apenas da nona posição, enquanto Sergio Pérez, da Force India, fecha o top-10.

A classificação contou com uma paralisação, provocada por Marcus Ericsson ainda na fase inicial. Restando dez minutos para o final do Q1, o sueco perdeu o controle de sua Sauber na curva Dunlop, escapou da pista e acertou a barreira de pneus, deixando a tomada de tempos mais cedo. Momentos antes, Vettel rodou com a Ferrari, sem causar problemas em seu carro.

A grande decepção da definição das posições de largada em Suzuka foi Nico Hülkenberg, piloto da Renault que acabou eliminado ainda na primeira rodada da classificação. O alemão sofreu um acidente nos instantes finais do terceiro treino livre, mas chegou a andar na frente de Carlos Sainz, seu companheiro de equipe. No final, porém, o alemão sucumbiu aos rivais e não conseguiu classificação para o Q2.

Foto: Mercedes