Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

GSP afirma que quer enfrentar Khabib em 2019

Georges St-Pierre segue fora do MMA enquanto espera por seu destino no mundo das lutas. No entanto, ainda cogita um possível retorno para 2019 e um adversário que GSP deseja lutar é o russo Khabib Nurmagomedov, atual campeão do peso-leve.

Victor Martins
Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.Antes trabalhei para a GG12 (empresa de prestação de serviços de conteúdo para sites)

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial UFC

Em entrevista à ESPN americana, o canadense declarou que poderia descer até os 70,3kg para enfrentar o russo no peso-leve sem maiores problemas. St-Pierre foi campeão tanto nos meio-médios como nos médios em sua carreira no Ultimate. E a possibilidade de um terceiro cinturão o anima bastante.

“O que mais me entusiasma é que posso ser o primeiro a fazer alguma coisa. Quando algo pode ser feito e as pessoas duvidam de mim. Ele (Khabib) é um grande campeão e, em termos de legado, não posso pensar em um lutador melhor para enfrentar que não seja ele”, disse GSP.

Porém, o ex-campeão do UFC admite que não tem a motivação necessária no momento para retomar sua carreira no MMA. A única coisa que o faria repensar sua postura é aceitar a possibilidade de superlutas, como a que aconteceu contra Michael Bisping.

“A motivação não é a mesma que eu costumava ter. Não tenho a mesma motivação para os eventos e lutar para chegar em um outro título. Acabei com isso, fiz isso por muitos anos. Você chega em um ponto na sua carreira em que você quer fazer coisas diferentes. É por isso que a luta com o Bisping foi diferente, porque era superluta. É o que eu procuro. Quando tiver a medida de onde quero ir, tomarei uma decisão. Agora não estou pronto para assinar um contrato. Mentalmente, não quero lutar agora”, argumentou.

LEIA MAIS

WWE Raw (15/10/18) AO VIVO: The Brothers of Destruction estarão presentes?

Cris Cyborg acerta com empresário de Conor McGregor

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook Oficial UFC)