Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gustafsson elogia Jon Jones, mas afirma desejo de nocautear rival

Alexander Gustafsson voltará à ação pelo UFC em dezembro, quando terá a tão sonhada revanche com Jon Jones no UFC 232. A chance de, finalmente, conquistar o cinturão da categoria dos meio-pesados que lhe escapou em outras duas oportunidades.

Victor Martins
Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.Antes trabalhei para a GG12 (empresa de prestação de serviços de conteúdo para sites)

Crédito: Reprodução/Instagram Alexander Gustafsson

O sueco deu entrevista ao site MMANytt e fez elogios a ‘Bones’, a quem acredita ser o maior lutador de todos os tempos do MMA, Mas revelou não mais ‘respeitar’ o rival e quer vencer por nocaute aquele que o venceu no UFC 165.

“Jon Jones é o maior de todos os tempos, é como eu o vejo. Não ligo para o restante do que falam dele. Estou muito motivado para o enfrentar. Eu poderia lutar pelo cinturão com outro atleta, mas enfrentá-lo é por, si só, uma motivação. Não é apenas lutar pelo cinturão, mas também enfrentar o melhor do mundo e da história do UFC na minha opinião. Mas agora será pelo cinturão, então estou muito motivado e mal posso esperar até 29 de dezembro. Não tenho o mesmo respeito que eu tinha pelo Jon há cinco anos. Vou nocauteá-lo. A cabeça dele vai quicar na lona do octógono do quarto round”, disse Gustafsson.

Contra um adversário que é dominante em todas as lutas que fez, ‘The Mauler’ garante que na revanche irá dominar a luta e confia em seu treinamento para poder conseguir a vitória e o tão sonhado cinturão.

“Meu trabalho de pernas está ótimo, meu boxe e meu grappling também estão ótimos. Ter ficado um ano afastado das lutas me fez crescer como lutador, me sinto muito melhor. Estarei na melhor forma da minha vida, me preparei para não dar a ele a distância que ele precisa lutar e vou finalizar a luta estando muito forte. Não me importo por ele não ser o campeão quando ele entrar no octógono. Vou dominar a luta e fazer o que tem que fazer contra um cara como ele. Você não pode lutar próximo contra um cara como ele, porque é o ponto forte. Tenho que dominar a luta desde o início”, afirmou.

LEIA MAIS

Anderson Silva volta a desafiar McGregor para luta: “É uma superluta”

(Crédito da foto> Reprodução/Instagram Alexander Gustafsson)