Indy: Robert Wickens confirma que ficou paraplégico após acidente em Pocono

Piloto da Fórmula Indy anunciou em seu Instagram que ficou com lesão permanente na coluna vertebral. Wickens sofreu um forte acidente em Pocono

Andre Nascimento Donati
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Twitter oficial de Robert Wickens

Infelizmente, o mundo do automobilismo sofreu uma péssima notícia. Robert Wickens, canadense piloto da Indy, está paraplégico. O anúncio veio via Instagram. Onde o piloto postou um texto explicando sobre a sua lesão. O piloto sofreu um acidente no dia 19 d agosto, durante a prova de Pocono, enquanto estava disputando posição com Ryan Hunter-Heay. Takuma Sato, James Hinchcliffe e Pietor Fittipaldi também se envolveram na batida. A corrida ficou parada por uma hora antes de recomeçar.

A declaração de Wickens, traduzida para o português, foi o seguinte. Minha parte superior do corpo está ficando cada vez melhor e esperançosamente eu poderei fazer isso sem ajuda em breve. Eu só tenho postado vídeos do pequeno movimento nas minhas pernas, mas a realidade é que estou longe de andar sozinho. Algumas pessoas estão um pouco confusas com a gravidade da minha lesão, então eu queria que você soubesse a realidade disso. Eu nunca trabalhei mais por nada na minha vida, e estou dando tudo o que tenho para acender esses nervos nas minhas pernas.

Robert Wickens nasceu em Toronto, no Canadá em 13 de Março de 1989. Começou no kart em 2001.  Passou por várias categorias de base nos Estado Unidos e na Europa até chegar a Fórmula 2, recém-ressuscitada pela FIA. Sem chance nos monopostos, migrou para a DTM, onde correu entre  2012 a 2017. Conseguiu seis vitórias e um quarto lugar no campeonato em 2016. Nesse ano, mudou-se para Indy, onde passou a correr pela  Schmidt Peterson Motorsports. Causou bastante a atenção ao conseguir a pole logo na primeira corrida, em St. Petesburg. E quase venceu se não tivesse sido o toque de Alexander Rossi no fim da corrida. Durante a temproad,a conseguiu dois segundos e dois terceiro lugares, e tinha grandes possibilidades de vencer alguma corrida. ainda nesse ano.

A Schmidt Peterson Motorsports ainda não se manifestou sobre o assunto nem anunciou um substituto.