Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Léo comenta experiência com o VAR em jogos decisivos do Cruzeiro na temporada 2018

O árbitro de vídeo surgiu no futebol como uma forma de ajudar em lances polêmicos. Contudo, em várias ocasiões, o VAR tem gerado imbróglios, como foi nos duelos do Cruzeiro diante do Boca Juniors, na Libertadores, com a expulsão equivocada do zagueiro Dedé, e na final da Copa do Brasil, contra o Corinthians, após a marcação de um pênalti inexistente. Em entrevista ao programa “Seleção Sportv”, o zagueiro Léo comentou sobre a experiência desta tecnologia nas partidas decisivas.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

“É uma experiência nova que estamos vivendo. Tivemos a experiência não tão boa na Copa Libertadores, mas o VAR veio para auxiliar os árbitros, para ter uma melhoria, fazendo com que o jogo se torne mais justo possível”, afirmou zagueiro da Raposa ao programa do Sportv.

“Espero que o VAR evolua cada vez mais. Claro que todo início as coisas têm seus probleminhas, mas ele vai evoluindo na prática, para que a cada jogo o futebol em si seja o beneficiado disso tudo”, complementou Léo.

Na final da Copa do Brasil, além da marcação do pênalti inexistente, houve também uma segunda polêmica no gol de Pedrinho do Corinthians, já que com o auxilio do árbitro de vídeo, o juiz Wagner do Nascimento Magalhães anulou o tento após julgar que Jadson fez falta no zagueiro Dedé na origem do lance.

LEIA MAIS:

DEDÉ REVELA PEDIDO DE DESCULPAS DE JADSON EM LANCE DE GOL ANULADO DO CORINTHIANS