Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Levir não se exime de culpa na derrota em reestreia e avalia vaga do Atlético na Libertadores

Em sua quinta passagem pelo Atlético, o técnico Levir Culpi reestreou com um revés diante do Fluminense, por 1 a 0, e sofreu seu primeiro revés no embate particular contra Marcelo Oliveira. Após a partida, o comandante do Galo não se eximiu de responsabilidade no placar e avaliou as chances da equipe para garantir vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Cantini/CAM/divulgação

“Sou o responsável por este resultado também. Não conheço todos ainda e às vezes tenho que perguntar o nome. Essa é a verdade. Tenho observado alguns jogos, procurado ver os vídeos e saber a capacidade deles. Onde podem produzir melhor. Tenho procurado conversar com eles. Não podemos esquecer que estamos tirando a base para o ano que vem nesses últimos oito jogos”, disse Levir Culpi na coletiva de imprensa.

Com o revés, o Atlético pode sofrer ainda mais pressão na briga pela vaga na Libertadores, visto que o Santos joga nesta segunda-feira (21), diante do Internacional, no Beira-Rio,  e caso vença diminuirá a vantagem do Galo, sexto colocado, para apenas um ponto. Neste momento o Alvinegro soma 46 pontos contra 42 do Peixe.

“Garantir a Libertadores é muito difícil. Não é qualquer time que chega. Os times estão muito equilibrados. Tem dois ou três que investiram muito e estão colhendo os frutos. O resto é muito equilibrado. Em oito jogos tudo pode acontecer. Em oito jogos podemos estar em uma colocação bem melhor do que essa”, finalizou Levir Culpi quando perguntado sobre as chances da equipe estar presente na próxima edição do torneio mais importante das Américas.

LEIA MAIS:

SETTE CÂMARA FAZ BALANÇO DAS CONTRATAÇÕES DO ATLÉTICO NA TEMPORADA 2018

As melhores notícias de esportes, direto para você