Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lopetegui: Veja a repercussão na imprensa espanhola da demissão do técnico do Real Madrid

Após a goleada sofrida para o Barcelona neste domingo (28), a saída de Julen Lopetegui já estava cravada. A mídia espanhola passou a segunda-feira (29) especulando quem seria o novo técnico do Real Madrid. Porém, o anúncio saiu quase às nove da noite (horário espanhol).  E só foi decidido quem será o treinador interino. Santiago Solari comanda os treinos desta terça-feira.

Paula Rühling
Jornalista formada pela Universidade Federal de Mato Grosso, apaixonada por esportes. Ex atleta de natação e típica jogadora de tênis de final de semana. Objetivo de vida: nunca deixar de contar boas histórias.

Crédito: Divulgação / Twitter

Apesar do pouco tempo de anúncio, os jornais já fazem  uma análise da saída precoce do treinador. Eles também discutem o que esperar do futuro da equipe madrilena, que está apenas em nono lugar no campeonato nacional.

MARCA

O jornal esportivo Marca pergunta, “quem é o culpado”? E responde que Julen Lopetegui foi vítima de uma herança envenenada, com buracos deixados pelo misticismo. “A equipe precisava de reforços, mas veio um goleiro (Courtois) e um lateral direito (Odriozola) para posições que não eram prioritárias. No entanto, o clube optou por não tentar substituir a figura de Ronaldo e, além disso, deixar Kovacic sem trazer um substituto, apesar do pedido público de Lopetegui. Ele pediu um ‘9’ e só no final, e quase de carambola, eles assinaram com Mariano.”

Em outra matéria, o veículo também relembra que foi a passagem mais curta de um treinador pelo clube madrileno na era do Florentino Pérez. Apenas 135 dias. Menor até que o comando de Vanderlei Luxemburgo.

O colunista Roberto Palomar foi mais duro e declarou: “pé na bunda em Lopetegui”. “Em um ambiente de trabalho comum, na evolução diária de qualquer empresa, um trabalhador não é demitido com a crueldade, mau gosto ou baixeza com que o Real Madrid fez com Lopetegui”.

AS

Além de anunciar a saída de Lopetegui, o jornal As publicou uma matéria apresentando o treinador interino. Santiago Solari já foi jogador da geração dos galáticos, e como treinador passou toda sua carreira no time merengue.  Estreou com a categoria de base, com quem foi campeão pelos times A e B. Atualmente ele comanda o Castilla. O jornal acredita que esta pode ser uma boa chance para o brasileiro Vinícius Júnior. Já que eles trabalharam juntos algumas vezes pelo time B do Real Madrid.

Mário Cortegana, também do As, lembra que a equipe tem no máximo 14 dias para anunciar o substituto de Lopetegui.

EL PAÍS

O veículo de comunicação mais lido da Espanha fez um retrospecto dos treinadores que já passaram pelo Real durante a era de Florentino. E aproveita para fazer uma crítica ao presidente, que decapitou a seleção três dias antes da Copa do Mundo de 2018. Eles também põe no papel a crise da instituição. “A nomeação de Solari como interino revela a existência de um vácuo que o clube não sabe como preencher. Até esse fim de semana, os primeiros nomes na lista do presidente eram José Mourinho, com contrato em vigor com a United, e Antonio Conte, com quem o clube negociou nas últimas horas sem chegar a um acordo.”

O El País também fez uma análise minuciosa dos dias de trabalho de Julen Lopetegui, que começou com a derrota na Superliga da Europa e terminou no fracasso em Barcelona. Ou seja, o treinador saiu como chegou. “O pior começo de competição em Madri em 50 anos, e várias decisões comprometidas, levantaram as suspeitas da equipe e da diretoria.”

Lopetegui pediu a Florentino três reforços: um defensor, um meio-campista e um atacante, Rodrigo Moreno. O presidente rejeitou seus pedidos. E as quatro aquisições do Real madrid geraram controvérsia no distrito de Chamartín. Por exemplo: enquanto alguns consideravam decisão de colocar Keylor Navas em segundo plano prematura, o alto comando nunca entendeu por que o treinador não definiu Courtois como titular desde o início.

“Mais notório foi o caso de Vinicius (…). No clube eles consideraram que o jovem estava preparado para ter oportunidades com o primeiro time. Lopetegui, no entanto, ponderou que era muito jovem. Ele chamou em sete jogos e apenas deu-lhe 12 minutos, dois no derby de La Liga contra o Atlético e 10 contra o Alavés.”

O jornal também aponta os problemas que o treinador teve com o próprio plantel. A começar com o Marcelo, em uma substituição que ele não entendeu. Aconteceu em Girona, no segundo jogo da Liga, aos 66 minutos. “Kroos e Modric também suspeitaram do técnico. O alemão, como muitos dos ocupantes, considerou contraproducente confiar-lhe a tarefa de realizar o trabalho de Casemiro em San Mamés e Mendizorroza. O experimento de Lopetegui em ambos os duelos foi um fracasso.”

“Lopetegui, da goleada em Tallin a goleada no Camp Nou”

 

EL MUNDO

Para o jornalista Ofeo Soares, do El Mundo, o tempo de Lopetegui a frente do Real Madrid não foi suficiente para saber se ele é ou não um bom treinador. “Os erros no planejamento não são apenas atribuíveis ao técnico, também a Florentino Pérez. Mas o técnico sabia muito bem com quem e onde ele se envolveu. O futebol profissional é um mundo pequeno onde todos se conhecem. Talvez seja por isso que ele queria se tornar forte no vestiário, marcar seu chão na frente do presidente, enviando Vinicius para Castilla e deixando Courtois no banco nos primeiros jogos. (…) O resultado foi que o Madrid terminou de forma semelhante à seleção na Rússia. Em nada.”

MUNDO DEPORTIVO

“Surra descomunal do Madrid a Lopetegui em comunicado”. Foi assim que o noticiário Mundo Deportivo criticou o anúncio feito pelo clube madrileno. Para eles, deixaram o treinador em uma situação muito ruim.

Leia mais

Real Madrid anuncia demissão de Julen Lopetegui

Demissão de Lopetegui do Real Madrid vira piada na web; confira os memes