Em seu primeiro El Clásico, Lopetegui terá que vencer “maldição” que apenas Zidane superou; entenda

Mesmo que o Real Madrid tenha conseguido interromper a sequência de cinco jogos sem vitória, Julen Lopetegui ainda balança no cargo. Diante disso, o El Clásico contra o Barcelona, no próximo domingo (28), será um divisor de águas para a equipe merengue.

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Divulgação/Real Madrid

O retrospecto dos últimos treinadores merengues, a não ser Zidane, em seu primeiro El Clásico não é nada animador para Lopetegui. Desde Bernd Schuster, em 2007, coincidentemente o último Real x Barça sem Messi e CR7, nenhum treinador, fora o francês que venceu três Champions seguidas, conseguiu vencer em sua estreia no confronto.

Zidane, antecessor de Lopetegui, debutou no El Clásico no dia 3 de abril de 2016, com uma vitória de virada sobre o Barcelona, com gols de Benzema e Cristiano Ronaldo, em jogo válido pelo Campeonato Espanhol. O treinador francês foi a exceção dos comandantes merengues nos últimos anos.

Veja abaixo o retrospecto levando em conta o primeiro El Clásico de cada um.

RAFA BENÍTEZ

O treinador espanhol foi demitido logo em seu primeiro confronto diante do Barcelona. Em 2015, jogando em pleno Santiago Bernabéu, o Real Madrid foi atropelado pela equipe catalã por 4 a 0. Diante disso, Rafa Benítez foi demitido e Zidane assumiu seu lugar.

CARLO ANCELOTTI

Tendo ganho uma Liga dos Campeões pelo Real, Ancelotti também não conseguiu triunfar sobre o Barça. No ano de 2013, ele viu o time rival vencer sua equipe por 2 a 1, em jogo que o italiano foi bastante criticado por escalar Sergio Ramos no meio-campo.

JOSÉ MOURINHO

A estreia do ‘Special One’ no El Clásico, em 2010, também foi pra ser esquecida. Em jogo que aconteceu no Camp Nou, o Real Madrid não viu a cor da bola, e foi massacrado por 5 a 0. A partida é lembrada até hoje como uma das melhores exibições do time comandado por Pep Guardiola.

MANUEL PELLEGRINI

Contratado no ano em que Florentino Pérez retornou à presidência do Real Madrid, 2009, seu primeiro El Clásico também não terminou com vitória. Ibrahimovic, que teve discreta passagem pelo Barça, tratou de colocar seu nome na história do confronto, e marcou o gol solitário da vitória catalã no Camp Nou.

JUANDE RAMOS

O chileno, contratado em 2008, tinha uma missão ingrata logo que chegou ao Real Madrid. Tendo substituído Bernd Schuster, ele não conseguiu tirar a equipe merengue da crise, tendo visto Eto’o e Messi marcar os gols da vitória catalã no El Clásico. No jogo da volta, um verdadeiro atropelo aconteceu, tendo o Barça goleado a equipe de Juande Ramos por 6 a 2.

LEIA MAIS

Real Madrid divulga foto oficial para temporada; confira

Marcelo fala sobre sensação de jogar no Camp Nou: “Quando todos os torcedores estão contra você, isso te motiva mais”