Com retorno sendo especulado, Neymar e Barcelona travam disputa judicial; confira

Caso o Barcelona tenha realmente interesse em trazer Neymar de volta, primeiramente irá ser necessário resolver pendências judiciais. Isso porque uma ação movida pelo brasileiro cobra pouco mais de 28 milhões de euros do clube catalão, que não deixou barato e quer receber 75 milhões de euros do camisa 10 do PSG.

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Foto: Reprodução/Facebook Neymar Jr.

A história é a seguinte. Em 01 de julho de 2016, Neymar assinou uma renovação com o Barcelona até 2021, aumentando sua multa rescisória para 222 milhões de euros. Uma cláusula aumentaria o valor da multa para 250 milhões de euros, algo que não foi concretizado devido sua saída em agosto de 2017.

A renovação implicou em um bônus de 40 milhões de euros que deveria ser pago a Neymar em duas vezes. A primeira parcela, de 14 milhões, foi paga instantaneamente, porém a segunda, de 26 milhões, ficou pendente. Após a multa do brasileiro ser paga pelo PSG, os dirigentes catalães suspenderam a quitação da segunda parcela. O porta-voz do clube, Josep Vives, justificou o ato.

“Neymar sabia que iria o bônus iria ser pago, se três condições fossem cumpridas: uma, que o jogador não negociasse com outro clube no último mês antes de 31 de Julho; dois, que ele expressasse publicamente sua decisão de cumprir o contrato com o Barça; três, o pagamento seria feita em 1º de setembro, para garantir que ele não fosse para outro clube. Diante dessas violações, o clube não vai liquidar esse pagamento de renovação”.

O camisa 10 do PSG entendeu que o Barça não cumpriu com suas obrigações legais e processou o clube, exigindo o valor total, mais 10% de juros, totalizando 28.6 milhões de euros. Diante disso, o time da Catalunha não deixou barato, movendo outra ação, querendo receber os 40 milhões do acordo inicial, mais os 26 milhões de ação de Neymar, além de nove milhões de euros por danos e custos do processo, totalizando cerca de 75 milhões de euros.

A FIFA entendeu, em fevereiro desse ano, que ambas as partes possuem argumentos válidos. Sendo assim, o caso será levado para ser decidido nos tribunais, caso não haja um acordo entre clube e jogador.

LEIA MAIS

Vestiário do Barça está disposto a receber Neymar de braços abertos, diz jornal

Presidente do Barça consultou vestiário sobre um possível retorno de Neymar, diz rádio

Belletti não acredita em ida de Neymar para o Real em possível retorno à Espanha: “Creio que voltaria ao Barça”