PAPO TÁTICO: Sereias da Vila vencem o primeiro round da final do Paulistão Feminino

Era pra ser “apenas” o primeiro jogo da final do Paulistão Feminino. Mas os quase 14 mil torcedores que estiveram presentes na Vila Belmiro (recorde de público no estádio em toda a temporada) viram Santos e Corinthians mostrarem as suas armas em busca do título. As Sereias da Vila acabaram levando a melhor sobre as meninas do Timão com uma vitória por um a zero, com gol marcado pela atacante Chú no início do segundo tempo. A partida de volta está marcada para o próximo sábado, no Parque São Jorge. E o primeiro “round” da decisão do Campeonato Paulista Feminino nos brindou com um bom público na Vila Famosa, torcidas inflamadas e o principal: a certeza de que o futebol feminino só tem a crescer em mãos responsáveis e competentes.

Luiz Ferreira
Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.

Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC

O jogo na Vila Belmiro teve seus momentos de emoção e também um duelo tático bastante interessante na beira do gramado. Do lado do Peixe, a técnica Emily Lima apostava num 4-1-4-1 (variação natural do conhecido e popular 4-3-3) com marcação no campo adversário e bastante pressão na atleta que tem a bola. A lesão da experiente Rosana logo na metade do primeiro tempo alterou um pouco os planos das Sereias da Vila que viram o 4-2-3-1 proposto por Arthur Elias no Corinthians explorar bem os espaços nas laterais. Principalmente no lado esquerdo, onde Juliette vez por outra ficava sobrecarregada na marcação. Mais à frente, Marcela, Milenne e Adriana imprimiam boa movimentação para quebrar as linhas defensivas das Sereias da Vila tal como aconteceu no primeiro lance do jogo em cruzamento bem interceptado pela goleira Michelle.

Formação das duas equipes no início da partida. As Sereias da Vila se organizavam num 4-1-4-1 bem compactado e as Meninas do Timão partiam para o ataque num 4-2-3-1 com muita movimentação nas laterais. Foto: Reprodução / ESPNW / Federação Paulista de Futebol.

A movimentação das jogadoras do Corinthians pelo lado direito de ataque gerou as melhores chances da equipe do Parque São Jorge no primeiro tempo. Tudo porque faltava atenção às zagueiras santistas no posicionamento. O frame abaixo mostra a marcação das Sereias da Vila encaixada no meio-campo em cima das Meninas do Timão. No detalhe, Adriana recebe a bola nas costas da zagueira Carol Arruda e parte em direção à linha de fundo. A camisa 14 do Timão faz o passe em direção à marca do pênalti e encontra Millene livre, que desperdiça grande chance. Aliás, o número de chances perdidas foi o grande “senão” do escrete corintiano. O caminho para chegar ao gol santista estava bem claro. Era preciso explorar o lados do campo através do passe qualificado das volantes Grazi e Gabi Zanotti. Faltou colocar a bola pra dentro.

Mesmo com a marcação encaixada, o Santos sofreu com a velocidade das atletas corintianas. Tanto que as principais chances surgiram da movimentação de Marcela, Milenne e Adriana entre as linhas adversárias e às costas das laterais. Foto: Reprodução / ESPNW / Federação Paulista de Futebol.

Se o Corinthians pecava nas finalizações, o mesmo não se pode falar do time do Santos. As Sereias da Vila conseguiram marcar o único gol da partida utilizando o mesmo caminho das adversárias para atacar: as laterais. Alanna passou como quis pela marcação e cruzou para a pequena área. A atacante Chú se jogou na bola e conseguiu acertar o canto esquerdo da boa goleira Lelê. Notem na imagem abaixo (do início da jogada relatada acima) como a equipe de Emily Lima conseguiu encaixar a sua jogada de ataque abrindo o campo e aproveitando o vacilo na recomposição das linhas defensivas das Meninas do Timão. E vale destacar também a movimentação inteligente de Chú às costas da zaga corintiana para chegar no ponto em que a bola foi cruzada para marcar o único gol da partida. Tudo fruto de um bom trabalho tático.

O único gol da partida saiu do primeiro lance em que as jogadoras santistas foram mais objetivas. Bela jogada de Alanna pela direita e conclusão certeira de Chú logo nos primeiros segundos da segunda etapa na Vila Belmiro. Foto: Reprodução / ESPNW / Federação Paulista de Futebol.

Do gol para o fim da partida, as Sereias da Vila se fecharam no seu campo e até tiveram chance de ampliar o placar e aumentar a vantagem para o jogo de volta, mas (novamente) pecaram nas finalizações e no último passe. Do outro lado, o Corinthians tentou chegar ao ataque na base dos lançamentos longos, mas acabou esbarrando na boa marcação do escrete santista. A decisão do Campeonato Paulista de Futebol Feminino fica para o próximo sábado, onde teremos mais uma oportunidade de vermos duas das melhores equipes da modalidade no país. De um lado, as Sereias da Vila de Emily Lima. Do outro, as Meninas do Timão comandadas pelo competente Arthur Elias. Certo é que teremos mais uma bela partida de futebol de duas grandes equipes. O Santos tem a vantagem do empate e leva o favoritismo. Em quem você aposta?

A melhor cena da noite foi a da Vila Belmiro lotada. O maior público do estádio no ano é das mulheres, meu amigo. O primeiro jogo da final Paulistão registrou 13.867 torcedores, superando os 13.488 que estiveram em Santos x São Paulo pelo Campeonato Brasileiro. Essa é a prova de que basta ter um pouquinho de boa vontade com o futebol feminino que ele decola. E vai bem longe.

LEIA MAIS:

Liga dos Campeões Feminina: veja os confrontos das oitavas de final da temporada 2018/2019

Com Flamengo e Vasco, Carioca Feminino começa neste sábado (29)

Corinthians anuncia reserva de ingressos para 2º jogo da final do Paulista Feminino