Presidente do Santos elogia postura de Thiago Maia e diz: “Se eu puder trazer, eu trago”,

Vendido ano passado para o Lille, da França, Thiago Maia pode ser um alvo do Santos para a próxima temporada. O versátil meio-campista atua como primeiro e segundo volante.

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

O Peixe ainda tem uma dívida de R$ 13 milhões com o menino da vila, que prometeu a Peres nunca processar o clube. Na negociação para ele sair para o time francês, ficou acordado com o ex-presidente Modesto Roma que Maia receberia 10% da transação, mas o Alvinegro acabou não pagando.

Mesmo com essa dívida, o mandatário santista vê com bons olhos uma volta do volante:

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“Thiago Maia o Bertolucci (Giuliano, empresário) vendeu, emprestou como pessoa física e recebeu como jurídica. Tentou descaracterizar o banco. Esse jogador foi vendido certinho, trabalhou direito, vendeu, recebeu comissão e o contrato dava para ele a obrigação do Santos pagar, mesmo que não participasse. Jogador foi vendido para o Lille, pegaram uma bolada e não deram um centavo para ele. Tinha direito a 28%, fizeram acordo (na gestão anterior, de Modesto Roma) para pagar 10% e nada. Hoje está em R$ 13 milhões (a dívida). Tem que aplaudir ele. Tenho no whatsapp e ele falou que nunca processaria (o Santos). Disse que quer jogar de novo. Se eu puder trazer, eu trago”, explicou Peres.

LEIA MAIS: Santos: Peres fala sobre vontade de contar com Diego e Robinho em 2019

Santos tem duas boas novidades para enfrentar o Internacional

Saiba quais serão os adversários do Santos no restante do Brasileirão