Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Vinícius avalia disputa por titularidade no Bahia e celebra volta à boa fase

Decisivo no triunfo do Bahia por 2 a 0 sobre o Paraná, o meia Vinícius recuperou o destaque que havia perdido pela queda de rendimento e a falta de gols, o que foram determinantes para a ascensão do garoto Ramires diretamente ao time titular de Enderson Moreira.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Felipe Oliveira / EC Bahia

De ânimo renovado pelos gols marcados e elogios recebidos, Vinícius se recoloca como candidato à titularidade do meio-campo tricolor para o próximo final de semana, quando o time visitará o Botafogo. Ele reconhece o bom momento vivido pelo atual titular da equipe, Ramires, mas afirma estar sempre à disposição do técnico Enderson para o que for preciso, seja entre os titulares ou novamente saindo do banco de reservas do Bahia.

“Sinceramente, todo jogador que jogar, quem começar jogando. No decorrer de minha carreira aprendi que o importante é o grupo, respeitar o momento. Ramires deixou de ser uma promessa. Hoje é realidade. Estou ali. Se Enderson optar, estou sempre preparado. Mas acho que ficou clara a força de nosso grupo. Quem entra está dando conta do recado. O grupo todo está com o mesmo pensamento de estar sempre fazendo o melhor para o Bahia. Se optar por mim, estou preparado. Se não optar, vou estar sempre à disposição e, quando entrar em campo, dar o melhor pelo Bahia”, avaliou o camisa 29.

Vinícius também afirma que o golaço de falta anotado em Pituaçu é fruto de trabalho no dia-a-dia do Fazendão.

“Ultimamente tenho acertado bastante. Mas o principal no treinamento é aprimorar porque chega no jogo e são várias situações. Tem o adversário, a gente treina com a barreira parada. Tem a torcida, uma série de fatores. Procuro aprimorar a batida na bola. Nessas últimas semanas venho trabalhando essa boal parada porque, assim como no jogo, ficou claro que a bola parada pode decidir um jogo, ainda mais um jogo truncado”, disse o jogador tricolor.

Principal artilheiro e garçom do Bahia em 2018, com 12 gols e 11 assistências, o meia celebra a temporada com números positivos.

“Fico feliz de as coisas estarem dando certo. Sou um cara que trabalho muito. Fazia quase três meses sem fazer gol. Sou um cara que me cobro muito, a torcida também estava me cobrando. Sempre que entro, procuro dar meu melhor, seja fazendo gol, seja com belas atuações, assistências”, afirmou.

Seja com Ramires ou Vinícius, o Bahia vai entrar em campo às 16h de sábado (20), contra o Botafogo, no Nilton Santos.