Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com lista de interessados, Wenger fala em voltar a trabalhar em janeiro

O francês e ex-treinador do Arsenal, Arsène Wenger, revelou em entrevista concedida ao site da SKY Sports que deseja começar o próximo ano com um novo clube. Após 22 anos no comando do Arsenal, o técnico encerrou a sua trajetória na equipe e tirpu um semestre para descanso.

Gabriel Freire Torres
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Foto: Reprodução/Twitter UEFA Champions League

“Com meus 22 anos no Arsenal, eu tenho muita experiência em diferentes níveis. Há consultas do mundo todo”, disse Wenger. “Acredito que começarei novamente em 1º de janeiro”, completou.

O nome do francês foi especulado pela Seleção japonesa, que atualmente tem Hajime Moriyasu como comandante. Wenger já teve trabalho realizado no Japão entre os anos de 1995 e 1996, no Nagoya Grampus Eight, e ressalta que poderia voltar a trabalhar no país.

Ainda neste ano de 2018, após a sua saída do Arsenal, o treinador comentou que poderia treinar outro time europeu. O treinador foi especulado como possível gerente do Paris Saint Germain e como treinador do Real Madrid, além de rumores envolvendo o futebol chinês.

Mesmo com tantas possibilidades, o treinador não deixa claro onde prefere seguir carreira. “Sinto-me descansado e pronto para trabalhar de novo. Mas onde? Eu ainda não sei”, finaliza.

LEIA MAIS: