Recuperada de lesão, atacante do Santos espera semifinal complicada na Libertadores Feminina

A noite da última segunda-feira, 26, foi importantíssima para o Santos. Além de garantir presença na semifinal da Copa Libertadores Feminina com o 3×0 sobre o Sport Girls, do Peru, as Sereias da Vila contaram com o retorno da camisa 9 Rosana.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Rosana: Santos foi o último time da carreira (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Frente às peruanas, a atacante, de 36 anos, voltou a atuar após quase dois meses longe dos gramados. No último dia 02 de outubro, Rosana havia sofrido uma lesão no músculo reto femoral da coxa esquerda, durante a primeira partida da final do Campeonato Paulista Feminino, contra o Corinthians.

Depois de passar por tratamento e correr contra o tempo para disputar a Libertadores, ela admite não estar no auge de sua forma física. Apesar disso, Rosana está pronta para ajudar o Santos na busca pelo tricampeonato.

“Nunca passou pela minha cabeça ficar fora da competição ou encerrar a carreira. Pelo contrário, sofri poucas lesões na minha vida e em todas as recuperações foram muito boas e rápidas. Estou extremamente feliz por estar liberada e pronta para ajudar o Santos FC de forma mais efetiva nessa reta final. Claro que é muito difícil estar 100% depois de ficar se recuperando por quase dois meses, mas me senti bem contra o Sport Girls e criei uma expectativa muito boa para a sequência da competição”, comentou Rosana, em entrevista ao site oficial do clube.

Na noite desta quinta-feira, às 22h30min (de Brasília), o Santos disputa a semifinal da Libertadores Feminina contra o Colo Colo, do Chile. Na primeira fase, as Sereias golearam as chilenas por 4×1. Apesar disso, a expectativa é por um duelo complicado.

“Na minha concepção, em semi ou final nunca tem um favorito. As equipes que chegam até essas fases com certeza fazem muitas coisas positivas durante a competição. O que aconteceu naquela ocasião já é passado e vai avançar para a decisão quem errar menos”, completou Rosana.

A outra semifinal será entre o anfitrião Iranduba e o Atlético Huila, da Colômbia. O jogo, também nesta quinta-feira, será mais cedo, às 20h.

LEIA MAIS: