Proteção: Everton comenta interesse europeu, brinca sobre Guardiola e indica possíveis substitutos no Grêmio

Para os torcedores do Grêmio mais pessimistas, a coletiva de imprensa de Everton concedida nesta terça-feira teve tom de despedida. Durante boa parte da entrevista, o assunto girou sobre o interesse do futebol inglês em seu futebol e o atacante, assim como fizera no domingo, não escondeu o desejo de vivenciar a oportunidade de jogar fora do país.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Grêmio

A grande fase do atacante, dono de 19 gols em 2018, já desperta o futebol da Inglaterra, tendo o Manchester United e o rival City como os possíveis destinos. O primeiro, segundo o periódico local The Sun, estaria disposto a fazer uma oferta próxima aos 145 milhões de reais ao Grêmio.

“Acho que ir na metade do ano é melhor. Pega o meio da temporada no Brasil e o início da temporada de lá. Chega bem fisicamente e conhece os companheiros mais de perto. Se chegar no meio da janela, já estará um pouco desgastado”, disse Everton sobre a possibilidade de “escolher” entre eventualmente se transferir em janeiro ou agosto de 2019.

Quer ganhar R$ 2000 e um papo com um ídolo do esporte? Clique aqui para saber mais.
E você ainda pode ver Palmeiras x Vitória no dia 2/dez direto do estádio e levar um acompanhante.

Sorteio pela Loteria Federal. Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos.

Cebolinha também foi perguntado sobre o hábito de Pep Guardiola, técnico do Manchester City, que frequentemente telefona para os seus potenciais reforços, como fez, por exemplo, com o também brasileiro Gabriel Jesus.

“Acho que é um sonho jogar em alto nível, Europa, Seleção. Comigo não é diferente. Ainda não tocou meu telefone, vai que ele (Guardiola) me ligue aí”.

E se ele for, quem fica?

Everton, no entanto, tratou de tranquilizar os tricolores se caso acontecer mesmo a sua saída. Segundo ele, outros jogadores até “melhores” seguirão atuando pelo clube.

Nominalmente, ele destacou dois jovens jogadores, Pepê e Tetê, além de Alisson, que já é mais experiente e vem sendo frequentemente utilizado como titular por Renato Gaúcho.

“O Grêmio tem excelentes jogadores. Pepê, Alisson, que é mais velho do que eu, o Tetê, com quem eu convivi na seleção e sei das qualidades. O Grêmio é formador de grandes jogadores. Se eu for embora, vão surgir melhores”, prometeu.

Com Everton confirmado no time, o Grêmio visita o Flamengo nesta quarta-feira, no Maracanã.

Descubra como todos os esportistas devem se proteger. Clique aqui e saiba mais.

LEIA MAIS:
Fã de Renato, técnico do São Paulo vê Grêmio como melhor do Brasil: “Encurrala o adversário”
Damião capricha em entrevista: “Falei que o Inter voltaria a ser o que era”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud