Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Fábio Santos diz que problemas internos influenciam queda do Atlético-MG

O lateral-esquerdo Fábio Santos concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça (6), na Cidade do Galo, em Vespasiano. Entre vários assuntos abordados, o camisa 6 falou sobre o momento conturbado do Atlético-MG dentro e fora das quatro linhas.

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: TV Galo

Recentemente, o alvinegro novamente optou pela troca no comando técnico. Após resultados e desempenho abaixo do esperado, o clube decidiu pela saída de Thiago Larghi e a chegada de Levir Culpi. Dias depois, a mudança aconteceu na diretoria de futebol. O ex-jogador Marques, que cuidava da base atleticana, assumiu o lugar de Alexandre Gallo.

Em meio a tantas trocas, o Atlético admitiu também atraso no salário dos jogadores. Para Fábio Santos, estes problemas internos influenciam no rendimento do time.

Promoção Torcedores: Clique aqui do seu celular ou ligue 04949984011250 para concorrer a R$ 2000 e a um encontro com um ídolo do esporte. Sorteio pela Loteria Federal
Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos. Saiba mais www.promotorcedores.com.br

Não sei dizer a medida ou a porcentagem disso, mas é óbvio que influencia. Quando você pega um trabalho mais organizado e consistente, a chance de dar certo em campo é muito maior. Se você pega um clube instável, com salário atrasado, mudança de treinador e de diretor, a chance de dar errado é grande também”, explica.

Por isso eu falo que a responsabilidade é de todos, diretoria, jogadores e comissão técnica. Quando as coisas não acontecem, o problema não é somente dentro de campo. Existem algumas situações a serem resolvidas, mas agora é o momento de todos nós unirmos, pois temos um objetivo e nele precisamos focar”, completou Fábio Santos.

Desde a vinda do novo treinador, o alvinegro ainda não venceu no Brasileirão. Em três jogos disputados, perdeu todos. Com isso, a vaga no G6 está mais do que ameaçada.

Tinha muita coisa boa sendo feita, mas quando se tem mudança existe nova mentalidade. Com pouco tempo de trabalho, o Levir não consegue implementar aquilo que imagina. A gente fala que é preciso reagir o quanto antes. São seis jogos e está tudo em aberto. Claro que gera a desconfiança e somente nós podemos mudar tudo isso“, concluiu Fábio Santos.

LEIA MAIS:

ZAGUEIRO SE DESPEDE DE CLUBE PAULISTA E RETORNA AO ATLÉTICO-MG

CHANCES DE LIBERTADORES PARA O ATLÉTICO-MG CAEM; VEJA OS NÚMEROS

ATLÉTICO-MG TERÁ RETORNO IMPORTANTE CONTRA O PALMEIRAS