Palmeiras: Galiotte diz que polêmica com Nobre não afetará time contra América-MG

O Palmeiras ganhou mais um motivo para se preocupar além da partida contra o América-MG, nesta quarta-feira (21), pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O ex-presidente Paulo Nobre divulgou uma carta com uma série de críticas contra o atual mandatário, Maurício Galiotte, e a Leila Pereira, dona da Crefisa, patrocinadora do clube.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação.

Quer ganhar R$ 2000 e um papo com um ídolo do esporte? Clique aqui para saber mais.
E você ainda pode ver Palmeiras x Vitória no dia 2/dez direto do estádio e levar um acompanhante.

Sorteio pela Loteria Federal. Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos.

Em participação ao programa ‘Fox Sports Rádio’, da Fox Sports, o presidente palmeirense afirmou que não vê a possibilidade da polêmica interferir no clima do time para a partida, que pode dar ao Verdão o título brasileiro. E até mesmo sem influenciar as eleições do clube.

“Não acredito (que possa influenciar). Hoje, o grupo está blindado, temos um objetivo muito claro e estamos focados no título. Apenas lamento que, hoje, as pessoas, com toda a energia que a gente precisa para a vitória, a desperdiçamos com uma série de notícias, teses e versões. E inclusive, algumas inverdades. Isso é que eu lamento, que a gente não esteja unido, em busca desse objetivo maior, que é o título”, declarou Galiotte.

“E em relação às eleições, acho que o sócio faz a análise, entende da maneira que achar conveniente. O importante é que o Paulo Nobre agregou valor quando esteve aqui. Mas depois não participou mais, não esteve em reunião do COF, do Conselho Deliberativo, não esteve mais no clube. Não acompanhou o dia a dia, o associado. O associado que tire as suas próprias conclusões”, finalizou.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Na carta, Nobre afirma que Galiotte teria o ‘traído’ com atitudes tomadas no final de seu mandato como presidente do Palmeiras. O ex-dirigente alviverde declara que está rompido com o atual mandatário por conta de ‘divergências de princípio’, conforme diz na carta. Além de criticar a influência de Leila Pereira no panorama político do clube.

O ex-presidente palmeirense afirmou apoio a Genaro Marino, que é o candidato da oposição à presidência do clube, que acontece neste sábado (24). O atual presidente concorre a um novo mandato.

LEIA MAIS

Galiotte admite possibilidade do Palmeiras ficar fora da TV aberta no Brasileirão 2019

(Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)