Genaro Marino traça ‘plano’ para manter Dudu no Palmeiras em 2019: “Não acho que só dinheiro é o suficiente para tudo”

O Palmeiras está bem próximo de conquistar o título do Campeonato Brasileiro de 2018, mas a maior preocupação da torcida é com a permanência ou não do atacante Dudu na equipe para 2019. O jogador possui contrato com o clube até 2022, mas deve receber novas propostas milionárias do futebol chinês após a temporada.

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Genaro Marino, candidato à presidência do Palmeiras, revelou em entrevista ao ESPN.com.br que pretende trabalhar para manter o atacante, que considera ser o “maior jogador do Brasil”, na próxima temporada caso seja eleito.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Eu manteria o Dudu, porque ele tem uma identificação conosco. No período de pós-crise, vieram com títulos e toda essa dinâmica de futebol. Eu vejo a minha neta e as amigas dela querem a camisa do Dudu. Então, crianças e adultos todos gostam do Dudu. Esse tipo de jogador e essa identificação com a equipe que eu acho que a gente tem que arrumar um jeito de conviver. Não tenho acompanhado o que se conversou com eles ou se houve algum acordo com ele para ele ficar ou sair. Essa administração está fechado e não permite que os vices tenham acesso às informações. A gente não sabe o que está se passando. A gente não sabe se renovou ou não”.

Quer ganhar R$ 2000 e um papo com um ídolo do esporte? Clique aqui para saber mais.
E você ainda pode ver Palmeiras x Vitória no dia 2/dez direto do estádio e levar um acompanhante.

Sorteio pela Loteria Federal. Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos.

Marino ainda disse que além da questão financeira, é preciso conversar com o jogador e convencê-lo de que o Palmeiras pode apresentá-lo um projeto esportivo e de vida melhor do que o da China ou de alguns centros da Europa, como Rússia.

No aspecto do Dudu, se ele tem contrato e puder ficar e eu me tornar presidente, vou fazer o possível para mantê-lo. Não acho que só dinheiro é o suficiente para tudo. Vimos muitos jogadores que saíram, sai por um dinheiro e seis meses depois voltam. Essa ilusão de jogar fora… Você vai jogar em Moscou, na Rússia, com -20ºC. O Brasil não é bem vendido para o próprio atleta. Hoje, nós temos um padrão de salário igual ao da Europa. Então, para que você precisa ir jogar na geladeira ou não sei aonde? Ou na China. Joga aqui com a gente. Vamos fazer algum plano que seja possível. Vamos supor: você ganha R$ 300 mil, R$ 400 mil… Depois do quinto mês você não tem nem noção de gasto. Falar de valores é relativo. Você tem que ganhar dinheiro e saber usar. Ganhar dinheiro por ganhar? Eu tentaria de uma forma, não emocional, mas tentar envolver o atleta em um projeto junto. Teria que discutir junto com ele”, completou.

A eleição no Palmeiras acontece neste sábado (24), e Genaro Marino concorre ao cargo com o atual mandatário o clube, Maurício Galiotte. Nesse processo, enquanto Galiotte conta com o apoio de Leila Pereira, conselheira e dona das patrocinadoras do clube, Marino tem o apoio de Paulo Nobre, ex-presidente do Verdão.

LEIA MAIS:
Galiotte admite que existe a possibilidade de Keno retornar ao Palmeiras: “Depende das condições”