Ícone do site Torcedores – Notícias Esportivas

Gustavo Gómez vai de incógnita à melhor opção para a zaga do Palmeiras no título brasileiro

São Paulo 0x2 Palmeiras - Brasileirão 2018 -

Gustavo Gómez comemora goPall marcado contra o São Paulo - Cesar Greco/Agência Palmeiras

Para muitos, Gustavo Gómez é o melhor defensor do Campeonato Brasileiro da Série A. Mesmo que não se possa afirmar que o paraguaio é o melhor entre todos os zagueiros, já que tem a concorrência de Dedé, Pedro Geromel, Cuesta, entre outros grandes nomes, o que se tem certeza é que o camisa 15 passou de incógnita à melhor opção de Felipão para a zaga do Palmeiras na conquista do Brasileirão 2018.

O zagueiro chegou sob desconfiança da torcida diretamente do banco de reservas do Milan-ITA, onde pouco jogou, e começou a ganhar chances no time quando Felipão iniciou o revezamento das equipes A e B do Palmeiras. Enquanto o time “principal”, com Edu Dracena e Antônio Carlos na zaga, disputava a Libertadores e a Copa do Brasil, a equipe “suplente”, com Luan e Gómez, garantia os pontos necessários para que o Verdão disputasse o título brasileiro e chegasse à liderança.

Gómez disputou 13 jogos na competição, todas no segundo turno, exatamente no período da arrancada do time, e não perdeu nenhuma vez no Brasileirão. Quando finalmente a dupla “suplente” assumiu a titularidade em todas as competições, veio a única derrota do paraguaio com a camisa do Palmeiras, justamente na principal partida do ano, contra o Boca Juniors, na semifinal da Libertadores.

Quer ganhar R$ 2000 e um papo com um ídolo do esporte? Clique aqui para saber mais.
E você ainda pode ver Palmeiras x Vitória no dia 2/dez direto do estádio e levar um acompanhante.

Sorteio pela Loteria Federal. Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos.

No Campeonato Brasileiro, ao lado de Luan, Gómez fazia partidas impecáveis e segurava os ataques adversários. Com um índice muito baixo de faltas – média de apenas uma falta por partida, segundo o WhoScored -, reforçava a confiança que já tinha recebido da comissão técnica e enchia os olhos da torcida.

Indicado por um ídolo do Palmeiras, o ex-lateral Francisco Arce, o paraguaio não decepcionou até o fim. Foram 1180 minutos disputados no campeonato e um posicionamento impecável. A média de dribles tomados de Gómez é baixíssima, apenas 0,2 por partida, reforçando sua principal postura, de que é um zagueiro quase intransponível no um contra um.

A nota média do defensor, segundo o WhoScored, é a terceira mais alta de todo o time palmeirense: 7,19. Apenas Dudu (7,44) e o lateral reserva Marcos Rocha (7,39) tem notas médias mais altas no Brasileirão.

No Brasileirão, Gómez fez dois gols: um contra o Cruzeiro, cobrando pênalti, mas o mais lembrado deles será o primeiro gol da vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, em pleno Morumbi, para ajudar na quebra do tabu de anos do alviverde sem vitória na casa do tricolor.

A tendência é que o zagueiro tenha seu contrato renovado com o clube. Na última semana, o próprio Gómez revelou que a renovação será automática no meio do ano que vem, por ter atingido o número mínimo de partidas jogadas – o contrato inicial iria até junho de 2019. O defensor deve seguir no clube, no mínimo, até o meio de 2020.

Leia mais:
VÍDEO: Veja os melhores momentos de América-MG 1×0 Bahia

Leia mais:

Sair da versão mobile