Nilton celebra primeiro gol pelo Bahia, mas lamenta ausência contra o Ceará

De cabeça saiu a primeira assistência de Nilton no Bahia e também em um lance aéreo o camisa 19 tricolor conseguiu balançar as redes pela primeira vez pelo Esquadrão de Aço.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Felipe Oliveira / EC Bahia

Em entrevista coletiva no Fazendão, Nilton festejou seu primeiro gol pelo Bahia justamente em sua 19ª partida pelo clube. Ele valoriza o jogo aéreo, lance que ele julga ser um de seus pontos fortes.

“Engraçado que, hoje mesmo de manhã, estava tomando café com minha esposa, e passa um filme na cabeça tão rápido. O futebol é engraçado… Um dia você está no céu e outro no inferno. Ninguém tava especulando nada sobre Nilton, ninguém falou que seria uma contratação perdida. Sempre me dediquei e aqui não seria diferente. Olhava que às vezes não precisava de melhora, mas queria treinar, me dedicar, mostrar serviço. Só é lembrado quem é visto. A rapaziada sempre incentivou, deu moral. Não poderia ser tão bom o gol para mim. Foi o meu 19º jogo, o número que uso, que me acompanha… E se tratando de um jogo tão importante… Todos falaram que uma hora ia sair. Graças a Deus consegui fazer um gol em um momento que mais precisávamos. Em clássico não pode deixar a equipe adversária crescer. A forma como foi o jogo, foi eletrizante, bonito, não houve nada de tumulto”, disse Nilton.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Promoção: O Torcedores quer saber: quem irá vencer o Campeonato Nacional? Clique aqui do seu celular ou ligue 04949984011250 para dar seu palpite! Você pode concorrer a um prêmio de R$ 2.000,00 e a um encontro com um ídolo do esporte .

Sorteio pela Loteria Federal. Valor da ligação: R$ 3,99 + impostos. Saiba mais www.promotorcedores.com.br

“O professor deixou bem claro que isso é uma arma. Às vezes evito ficar treinando, se não vou ficar com dor de cabeça de tanto ficar treinando. Já falei que a parte de cima não cresce mais cabelo, passo gilete e deixo tudo careca (risos). Assim fica até melhor para resvalar. Contra o Grêmio siau o gol, mas contra o Atlético-PR tivemos várias oportunidades. Isso acaba agregando para a nossa equipe. Hoje, várias equipes estão colocando em prática. Colocando a bola na área, você transfere a responsabilidade”, falou o volante de 1,85m.

Apesar da felicidade pelo gol marcado contra o Vitória, Nilton levou seu terceiro cartão amarelo e vai desfalcar o Bahia contra o Ceará. Ele lamenta por não poder atuar em mais um jogo decisivo com o Tricolor e por estar de fora na partida diante da equipe em que seu primo, Edinho, atua.

“Até liguei para meu primo, o Edinho, e disse ‘poxa, não vou poder jogar contra você. No primeiro turno eu joguei e você não tava, no segundo eu não vou poder e você vai estar’. Vou estar com os torcedores acompanhando e torcendo para um triunfo, que será importante para nossa”, brincou.

Bahia e Ceará vão se enfrentar na quarta-feira (14), na Fonte Nova.