Imprensa argentina fala em “punição leve” a Gallardo e ao River Plate após julgamento

Na noite deste sábado (03) o julgamento do caso da semifinal entre Grêmio x River Plate teve seu final. Por decisão, o time argentino continuará a disputar a final da Libertadores contra o Boca Juniors.

Bianca Turini
Jornalista graduada pela UNIP. Apaixonada por esportes desde que me conheço por gente. Procuro acompanhar um pouco de cada modalidade. Aprimorando sempre o Jornalismo Esportivo, que é o que me move.

Crédito: Getty Images

Após decisão da Comissão Disciplinar da Conmebol de manter a vitória do River Plate por 2 a 1, aplicar uma multa de 50 mil dólares e três jogos de suspensão, a imprensa argentina falou em “punição leve”.

De acordo com o Diário Olé “o mistério acabou, o suspense. Demorou mas a Conmebol no sábado à noite veio a decisão que tranquilizou os fãs de River: para jogar a final contra o Boca, no sábado 10 e 24, às 16h. E suspenso Marcelo Gallardo com uma sanção mais leve do que o esperado: não pode estar na Bombonera e nos próximos três jogos deve cumprir o que não fez em Porto Alegre, com a possibilidade de estar no Monumental. Isto é o que foi determinado, agora River planeja recorrer da decisão em geral.”

Reprodução

O jornal Clarín diz que “depois de uma longa espera, de reviravoltas e rumores cruzados, a Conmebol anunciou a decisão. Como esperado, não deu curso ao pedido do Grêmio, por isso será River o finalista da Copa Libertadores que enfrentará o Boca. Sim, a Superfinal está confirmada. Mas a outra questão que preocupou River foi a sanção a Marcelo Gallardo. O Tribunal Disciplinar decidiu aplicar ao Muñeco uma suspensão de quatro jogos e uma multa de 50 mil dólares.”

Reprodução

Os demais sites/jornais da argentina como, por exemplo, Clarín, FOX Sports, ESPN Ar e La Nación, não deram grande destaque para o julgamento da Libertadores de 2018 realizado neste sábado.

Todas apenas explicaram o procedimento feito, o resultado do julgamento e como o Tricolor Gaúcho entrou com o processo para tentar mudar o resultado do segundo jogo da semifinal.

A equipe do Grêmio entrou com o pedido, pós Gallardo, técnico do River Plate ser flagrado dentro do vestiário do time e com rádios para se comunicar com o assistente na beira do gramado.

Os gaúchos pediram para que o jogo fosse dado como ganho pelo clube e que eles disputassem a final contra o Boca. (entenda melhor o caso)

LEIA MAIS:

CONMEBOL NEGA PEDIDO DO GRÊMIO E FINAL DA LIBERTADORES SERÁ ENTRE BOCA E RIVER