Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Três anos do Hexa: apenas oito jogadores do elenco de 2015 permanecem no Corinthians em 2018

Nesta segunda-feira (19), os corintianos comemoram três anos do hexacampeonato brasileiro de sua história. Conquistada em 2015, deixando saudades aos torcedores, a taça foi conquistada por apenas oito jogadores do atual elenco do Corinthians.

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Reprodução/Corinthians

Há exatos três anos o Corinthians conquistava o seu sexto título do Campeonato Brasileiro. Além da taça, o bom desempenho dos comandados de Tite em 2015 encantavam aos olhos de quem assistia às partidas.

Sempre tendo que utilizar reservas por conta de suspensões e contusões dos titulares, a equipe corintiana tinha um dos melhores elencos de sua história. Tanto que três atletas daquele time de 2015 do Corinthians – Cássio, Renato Augusto e Fágner – foram convocados por Tite para a Copa do Mundo de 2018.

Marcado pelo desmanche em janeiro do ano seguinte, o time do Corinthians manteve apenas seis atletas no elenco até este ano. O sétimo e o oitavo jogador que conquistaram o título do Campeonato Brasileiro há três anos são Jádson e Ralf, que se transferiram ao futebol chinês em 2016.

No elenco, os goleiros Cássio e Walter permaneceram da mesma forma, embora o segundo tenha ganhado algumas chances como titular dois anos atrás. O arqueiro titular ganhou ainda mais prestígio com a torcida com os títulos conquistados depois de 2015. Enquanto isso, Walter sempre foi muito bem quando o Corinthians precisou, sendo um “reserva de luxo”.

Muito novo em 2015, Pedro Henrique foi ganhando espaço durante as temporadas. Se tornou titular em algumas partidas deste ano, depois perdendo posição para o também jovem Léo Santos.

Com a saída de Malcom, Vágner Love e outros atacantes do elenco, o paraguaio Ángel Romero ganhou muito espaço. Se já era o xodó da equipe pela garra e determinação quando saía do banco de reservas, o atacante se tornou peça importante dos títulos estaduais e do nacional de 2017.

O ano de 2015 também pode ser marcada como o último de 2015 jogando ativamente. Depois disso, o jogador passou um reserva para os últimos minutos das partidas, embora venha ganhando titularidade atualmente.

 

Leia mais:

Análise: Embora tenha muitos, Corinthians sofre com baixo desempenho dos seus atacantes

Andrés Sanchez se encontra com Ronaldo e Florentino Pérez, presidente do Real Madrid

As melhores notícias de esportes, direto para você