Ícone do site Torcedores – Notícias Esportivas

Confiante, Tevez afirma: “Eu troco todos os meus títulos por essa Libertadores”

Libertadores

Reprodução - Twitter Oficial Boca Juniors

Um dos jogadores mais experientes e ídolo mais recente na história do Boca Juniors, o atacante Carlitos Tevez tem sido fundamental nos bastidores para motivar seus companheiros. Apesar de toda a insatisfação explicitada em jogar o segundo e decisivo duelo da final da Libertadores contra o River Plate no Santiago Bernabéu, e não no Monumental de Nunez, o jogador xeneize se mostrou confiante em conquistar mais título pelo Boca, mesmo figurando boa parte da campanha no banco de reservas.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

“Estou muito animado e confiante. Porém, acima de tudo, eu viso o elenco e quero ajudar meus companheiros. Me sinto muito bem do lado de fora e apoiando eles do lado de fora”, declarou Tevez, que pode ser uma das novidades para a partida já que Pavón está lesionado.

A importância da partida por todos os desdobramentos, polêmicas, e indefinições se tornou tão grande, que o camisa 32 afirmou que trocaria todas as suas conquistas pelo título desta edição da Libertadores sobre o arquirival Millonarios. “Eu troco todos os meus títulos, os 26, por esse troféu da Libertadores” – disse Tevez traduzindo o clima de decisão que antecede a partida.

Veja os palpites dos especialistas para River Plate x Boca Juniors

Questionado sobre uma eventual aposentadoria ou uma saída para o futebol mexicano, o atacante rechaçou qualquer tipo de despedida do clube xeneize e prometeu cumprir o seu contrato.

“Não penso em sair. Me comprometi a ficar dois anos e aqui estou. Nem se ganhar ou perder no domingo eu saio do Boca Juniors. Vou cumprir até o fim”, afirmou.

Inconformado com a definição da Conmebol, Tevez criticou asperamente os dirigentes da entidade em uma entrevista na última quinta-feira (6), e voltou a reiterar que não está de acordo com a decisão da final ser em Madri, classificando o Superclassico em solo espanhol como “estranho”

“É muito estranho para nós jogar uma final da Copa Libertadores na Espanha. Eu não estou de acordo. Os que saem perdendo com isso são os jogadores. Nós jogamos [a partida de ida, empate em 2 a 2] no estádio do Boca. Queríamos jogar a volta no estádio do River. Nós queríamos ter a chance de ganhar lá, e eles também” – disse o veterano atacante de 34 anos.

LEIA MAIS:
TORCEDOR DO RIVER PLATE MOSTRA ARREPENDIMENTO POR ATAQUE AO ÔNIBUS DO BOCA
POLÍCIA ESPANHOLA DEPORTA À ARGENTINA LÍDER DA “BARRA BRAVA” DO BOCA JUNIORS
RIVER X BOCA: CONMEBOL DIVULGA CARTILHA DE SEGURANÇA DE TORCIDAS PARA FINAL DA LIBERTADORES

Leia mais:

Sair da versão mobile