Estreia de ex-NFL no UFC causa polêmica; Entenda o caso

O UFC voltou a virar centro de polêmica nesta semana. Mas não por alguma controvérsia já acontecida, mas por uma que deverá acontecer, com a estreia do ex-jogador da NFL Greg Hardy marcada para o UFC Brooklyn, em 19 de janeiro.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Reprodução

A ESPN americana noticiou que o Ultimate deve marcar o combate de estreia de Hardy contra Allen Crowder para este evento. O card será o primeiro do novo contrato de televisão da entidade nos Estados Unidos com a ESPN, que contemplará transmissões pela TV e Internet.

No entanto, o casamento da luta causou polêmica porque o ex-NFL foi condenado por violência doméstica em 2014 e dividirá o card com uma lutadora que foi recentemente vítima de tal crime, Rachael Ostovich, que enfrentará Paige VanZant no card do Brooklyn.

Em 2014, Greg Hardy foi condenado por ter agredido e ameaçado de morte a namorada, além a ter atirado em uma banheira cheia de armas. No entanto, o jogador não foi para a prisão pelo caso ter sido retirado por ‘falta de cooperação’ da vitima. Mesmo assim, acabou suspenso da NFL e, em 2016, deixou o Dallas Cowboys após uma série de polêmicas.

O caso de Ostovich é mais recente. A lutadora alega ter sido agredida pelo marido, também lutador de MMA Arnold Berdon, durante uma discussão. A peso-mosca acabou sofrendo uma fratura no osso orbital e outras lesões, sendo internada. A lutadora chegou a abandonar a luta que faria no UFC Brooklyn conta VanZant, mas decidiu participar do card.

Outro ponto da polêmica aconteceu durante a coletiva do UFC 231, na última quarta-feira (5). O próprio Ultimate teria pedido aos jornalistas que não fizessem perguntas que não fossem relacionadas às lutas do card, prevendo possivelmente polêmicas sobre o caso.

LEIA MAIS

Vitor Belfort relembra irmã desaparecida em texto no Instagram

(Crédito da foto: Reprodução)