Com Bandeira de Mello, Flamengo teve os mesmos resultados que os rivais

O Flamengo terá um novo presidente em 2019. Após dois mandatos consecutivos de Eduardo Bandeira de Mello, a Gávea terá um novo comandante, seja ele para dar continuidade ao trabalho feito desde 2013 ou alguém de oposição ao que foi feito. Se isso será bom ou ruim, só o tempo vai dizer.

Glauco Costa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Flamengo

O tempo dos últimos 6 anos de mandato de Bandeira de Mello apontam para uma certeza: o Flamengo ganhou poucos títulos. Com uma gestão bastante elogiável fora de campo, o ainda presidente rubro-negro deixou a desejar nos resultados apresentados pelo futebol. Foram apenas 2 títulos de campeão Carioca (2014 e 2017) e um título da Copa do Brasil (2013).

Dos rivais regionais, somente o Fluminense não foi campeão neste período (2013-2018), todavia, antes, conquistou 2 Campeonatos Brasileiros (2010-2012). O Vasco da Gama também conquistou o bicampeonato estadual (2015 e 2016), bem como o Botafogo (2013 e 2018).

As grandes críticas a Bandeira de Mello são referentes aos poucos resultados dentro das quatro linhas. Sem apresentar campanhas ruins no Campeonato Brasileiro nos últimos anos, o Fla se tornou figura carimbada na Libertadores da América, mas sem obter sucesso em muitas oportunidades na fase de grupos e também no mata-mata. Na própria Copa do Brasil, onde foi vencedor em 2013, o Rubro-Negro amargou um vice em 2017. No mesmo ano, também perdeu na final da Copa Sul Americana.

LEIA MAIS:
Agente revela motivo para pouca informação sobre Schumacher; confira

Crédito da Foto: Divulgação/Flamengo