Matías Biscay enaltece profissionalismo do grupo do River Plate campeão

Matías Biscay, o auxiliar técnico do River Plate que comandou a equipe no lugar de Marcelo Gallardo (suspenso), destacou em entrevista coletiva após a vitória neste domingo sobre o Boca Juniors por 3 a 1, em Madri, sua alegria de trabalhar com o atual grupo de jogadores do time argentino.

Gustavo Militão
Jornalista de Recife-PE, apaixonado por esportes.

Crédito: Reprodução/ESPN Argentina

“É uma satisfação trabalhar com estes jogadores. Se não fossem eles, não chegaríamos aqui. São grandes profissionais e grandes pessoas”, elogiou Biscay, que também aproveitou para exaltar a torcida do River. Tanto aos que compareceram ao Santiago Bernabéu, quanto aos torcedores que ficaram na Argentina e que ficaram impedidos de ver a decisão, devido aos incidentes no Monumental de Nuñez. “O que os jogadores fizeram foi dar uma alegria a toda a torcida que se comportou bem. Nem toda a torcida é violenta e muitos se comportaram bem dentro do estádio e ficaram sem o jogo por causa de alguns. Essas pessoas hoje terão um pouco de alegria”, disse o auxiliar.

Biscay também fez muitos elogios ao trabalho de Marcelo Gallardo. “Há três palavras que definem seu trabalho: Qualidade, vontade e exigência. Ele é exigente. Extraí dos jogadores o que eles podem dar de melhor”, disse o auxiliar.

Ele também revelou como foi o primeiro encontro com Gallardo no campo, logo após o apito final do juíz: “Estavamos muito emocionados. Demos um abraço forte e choramos bastante. Não precisava falar muitas palavras. Um sabe como pensa o outro”, comentou.

A entrada do colombiano Juan Quintero acabou sendo decisiva na partida segundo o auxliar técnico do River. “Com a entrada de Quintero, melhoramos nosso capricho no passe, que era o que estava faltando”. Quintero marcou o segundo gol o gol que colocou o River em vantagem na partida e foi crucial para vencer o jogo e conquistar o tetra da América. “Fomos a melhor equipe da Libertadores, pois derrotamos equipes difíceis como o Flamengo, Independiente, Grêmio, que era o atual campeão e agora o clássico contra o nosso grande rival”, finalizou Biscay