Oito anos do #Mazembeday: Relembre um dos maiores vexames da história do Internacional

Neste mesmo dia 14 de dezembro, mas em 2010, o Inter foi eliminado do Mundial de Clubes pelo modesto e até então desconhecido Mazembe. O Torcedores.com relembra essa triste página da história colorada

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução / Site Internacional

Há exatos oito anos, o Internacional deu um dos maiores vexames de sua gloriosa história.

A equipe gaúcha que havia ganhado a Libertadores daquele mesmo ano, se classificou assim para o Mundial de Clubes da Fifa. Os clubes sul-americanos e europeus sempre entraram já na semifinal da competição. O primeiro jogo até então era quase que ‘preparatório’, para a grande final sempre contra o campeão da Champions League. Nesse formato de campeonato, as finais do Mundial haviam sido sempre entre sul-americanos e europeus. Mas o Inter conseguiu ser o primeiro a ficar de fora da grande final.

A expectativa era grande pelo bicampeonato mundial. Quatro anos antes em 2006, o Internacional não só ganhou a semifinal, como na decisão, ganhou do poderoso Barcelona. Em 2010, seu xará italiano, Inter de Milão, era relativamente inferior em comparação ao estrelado elenco espanhol. Sendo assim, todos já chegaram em Abu Dhabi pensando na grande final entre Internacional x Inter de Milão.

O algoz foi o até então modesto Mazembe, da República Democrática do Congo. A equipe campeã africana já havia eliminado o Pachuca do México na fase preliminar. E viria a surpreender novamente contra a equipe gaúcha na semifinal.

O começo do jogo foi promissor com certa superioridade do Colorado. A partir desse início, a equipe foi caindo gradativamente. Conforme o tempo passava, a equipe do Mazembe ganhava mais confiança. Não houve pressão do Internacional, até porque a equipe africana fugia daquela imagem de um time meramente veloz e forte. Houve organização tática.

Logo aos 11 minutos do segundo tempo, Kabangu abriu o placar em chute colocado. Na comemoração do gol, o goleiro Kidiaba pulava no chão sentado, naquela que seria a imagem mais representativa do fatídico dia para a torcida colorada.

O Internacional passou a pressionar, mas sem sucesso. O técnico Celso Roth mexeu no time, mas não obteve resultado.

O golpe final viria aos 40 minutos. Em contra ataque rápido, Kaluyituka foi pra cima da marcação de Guiñazu, e matou o jogo. 2×0 e fim de jornada para o Inter no mundial.

A equipe gaúcha ficaria ainda com o terceiro lugar da competição, depois de vitória por 4×2 em cima do Seongnam. Já o Mazembe, ficaria com o vice campeonato, após um 3×0 para a Inter de Milão na decisão.

LEIA MAIS
Mercado da Bola: Clube japonês inspirado no Grêmio contrata Leandro Damião