Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Presidente da Argentina e ex do Boca, Macri parabeniza título do River na Libertadores

Torcedor assumido e ex-dirigente máximo do Boca Juniors, o  atual presidente da Argentina, Mauricio Macri, superou a rivalidade local e parabenizou o River Plate pela conquista da Libertadores sobre o clube xeneize. Ainda na noite deste domingo (9), dia da decisão, ele se manifestou em sua conta oficial no Twitter. No entanto, não perdeu a oportunidade de projetar uma “vingança” para o futuro.

Patrick Monteiro
Repórter do Torcedores com passagens por: jornal O Fluminense (Niterói/RJ) e diário Lance. Comentarista e narrador na extinta Rádio Fluminense AM 540, onde apresentou os programas "Futebol Internacional" e "Jornada Esportiva". Ex-colunista do site Chelsea Brasil. Cobriu, in loco, a Copa do Mundo FIFA 2014, incluindo a grande final (Alemanha x Argentina), entre outros eventos, como Rio Open de tênis, Copa Brasil de Vela e Conmebol Libertadores.

Crédito: Divulgação/Facebook oficial

“Parabéns ao River e a todos seus torcedores pelo triunfo nesta partida histórica. Nós (torcedores) do Boca sabemos que o futebol sempre dá (a oportunidade de) revanche”, escreveu.

A presença das duas torcidas no estádio Santiago Bernabéu foi um pedido do atual chefe de estado da Argentina. Havia dúvida quanto à festa em dose dupla, já que no próprio país sul-americano é proibido ter apoiadores de equipes visitantes nos jogos, desde 2013, devido à violência. Após o apito final na capital espanhola, Macri elogiou o comportamento dos apaixonados.

“Queria felicitar especialmente os torcedores de River e Boca, que partilharam pacificamente dessa festa histórica no estádio Bernabéu”, declarou, antes de completar: “O comportamento exemplar desses milhares de argentinos que viajaram a Madri demonstra que o problema do nosso futebol não são os torcedores, mas sim um punhado de delinquentes que usam a violência mafiosa para defender seus negócios”.

O Boca Juniors deixou escapar a chance de empatar com o compatriota Independiente na primeira posição da lista dos maiores campeões da Libertadores da América com sete troféus. Com a vitória por 3 a 1, na prorrogação, o River Plate faturou o principal título do continente pela quarta vez e, de quebra, garantiu a participação na próxima edição do torneio, em 2019, já que não obteve a vaga no Campeonato Argentino, nem conseguiu a taça da Copa nacional, que também dá o direito de disputar a competição. Já o time azul e amarelo vai ao certame na condição de campeão da liga nacional.

Leia também: 

Band fica próxima de transmitir torneio com clubes brasileiros em 2019

Palhinha culpa técnico por não ida à Copa e árbitro por final perdida

Apresentado no SporTV, Paulo Nunes relembra final e exalta Felipão

Preço de camisa do Palmeiras sobe 20%, São Paulo e Galo caem 25%; veja lista completa

Em novidade no YouTube, Neymar fala de Premier League e aceita desafio na MLS

MAURO BETING RELEMBRA GAFE INESQUECÍVEL E DIA QUE FOI ‘MISTER M’ EM PALMEIRAS X CORINTHIANS