Extra-campo

Renato Gaúcho deve ser reprovado pela CBF em curso de treinador, segundo jornal

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Foto: Renato Gaúcho

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho vai ser reprovado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no curso de treinadores de futebol promovido pela entidade no final de 2018. A informação é do jornal Folha de São Paulo.

De acordo com o periódico, o regulamento do curso exige que os inscritos tenham 100% de frequência. Entretanto, Renato Gaúcho assistirá apenas 3 dos 12 dias de aula, o que corresponde a 25% de frequência.

“Estou aqui, foi o trato que eu fiz com as pessoas da CBF, vou ficar umas duas horas hoje (6) e volto na próxima quinta-feira da semana que vem (13) para mais duas horas, talvez eu venha um ou outro dia. Talvez”, declarou Renato Gaúcho para a Folha.

“Para vocês não falarem que ‘o Renato está faltando de novo’. Vocês não sabiam o trato que eu fiz com a CBF”, prossegue.

“Então eu não tenho nada contra o curso, nada contra as pessoas que estão aqui. Agora o meu jeito é esse. Minhas férias eu não vou abrir mão”, completa.

A CBF nega acordo com Renato Gaúcho, segundo informações do periódico. Além dos 100% presença nas aulas, os estudantes devem tirar, pelo menos, nota sete nas atividades.

“Todos os alunos têm que cumprir as mesmas exigências”, diz a entidade brasileira em nota oficial.

O técnico da seleção brasileira, Tite, e os antecessores, Dunga e Mano Menezes, também se inscreveram.

“É essa busca de informação gerando conhecimento. Existe a formação de cada um, a ideia de futebol de cada um. Há diferenças, e não existe uma pior ou uma melhor. Há aquela que a gente acredita”, diz Tite.

A CBF cobra pouco mais de R$ 19 mil reais para a inscrição do curso de licença Pro, segundo a Folha de SP.

Leia mais:

Meio-campista não garante permanência no Grêmio em 2019: “sentar com a diretoria e ver o melhor”