Renato revela maior frustração no Grêmio e quem foi definitivo para a sua permanência: “Pesou muito”

A maior frustração de Renato Gaúcho no Grêmio é, possivelmente, a mesma da imensa maioria dos torcedores. Aos 36 minutos do duelo contra o River Plate, na Arena, pela volta da semifinal da Libertadores, o atacante Rafael Borré empatou para os argentinos em 1×1 após a bola tocar em seu braço. Sem o uso do VAR, o tricolor deixou escapar o resultado e caiu ao sofrer a virada.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

Em declaração dada nesta semana ao programa Bunker Tricolor, do YouTube, Renato disse que o gol de mão representou a sua maior frustração no Grêmio até agora. Ele absolveu o árbitro de campo Andrés Cunha por entender que, de fato, o lance era de difícil interpretação, mas condenou a falta de uso do árbitro de vídeo.

Veja os palpites dos especialistas para Junior Barranquilla x Atlético-PR

“A frustração foi a queda na Libertadores. Porque fugiu do nosso alcance. Dentro de campo, eu fiquei muito satisfeito com todo o meu grupo (…) me frustra até hoje, não é porque já acabou, eu estou chateado até hoje por causa do VAR. O Grêmio tinha todas as condições de ganhar novamente a Libertadores, até porque a decisão iria ser dentro da Arena. O árbitro no jogo não teve culpa nenhuma e ele tem o VAR exatamente por isso, era um lance muito difícil de se ver o braço do jogador. Mas o vídeo sim. Chateado até hoje, fazer o quê?”, destacou Renato.

Quer saber quem chega e quem sai dos clubes do Brasil e do mundo?

 

Relação com o presidente foi decisiva para a permanência

Após cerca de três semanas de indefinição, Renato bateu o martelo na última quinta-feira e disse “sim” ao Grêmio, que vai contar com o treinador até o final de dezembro. Na mesma entrevista, ele admitiu que a boa relação que mantém com o presidente Romildo Bolzan Jr foi decisiva para a sua tomada de decisão.

“Ele é um presidente vencedor. Um presidente fantástico. Eu tenho uma relação maravilhosa com ele e isso pesou muito na minha permanência aqui no Grêmio”, revelou.

Juntos desde setembro de 2016, Bolzan e Renato já levantaram quatro taças: Libertadores, Copa do Brasil, Recopa e Gauchão.

Veja a íntegra da entrevista de Renato:

LEIA MAIS:

Damião se irrita na web e dispara contra jornalista Fabiano Baldasso: “Tu não tem nosso respeito”

Bolzan avalia ano do Grêmio e relembra: “Não jogamos a final da Libertadores por erro do juiz”

D’Alessandro avalia desfecho do Brasileirão, parabeniza Palmeiras e elogia Felipe Melo: “Ele veste a camisa”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram