Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

River Plate x Boca Juniors: veja quem leva a melhor no retrospecto do duelo

Após muita polêmica e indefinições, River Plate x Boca Juniors finalmente duelam neste domingo (9), às 17h30 (de Brasília),no Santiago Bernabéu. Mesmo inconformados com a decisão da Conmebol de mandar a partida para Madri, em função dos incidentes antecedendo o confronto no Monumental de Nuñez, os arquirrivais argentinos estarão em campo lutando por mais um título da Copa Libertadores.

Cido Vieira
Jornalista graduado. Redator do Torcedores.com desde 2017. Repórter na rádio Provisão FM Caruaru.

Crédito: Divulgação - Boca Juniors

DECISÃO ABERTA

Como o primeiro duelo na Bombonera, há quase um mês atrás, terminou empatado em 2 a 2, o Superclassico valendo o título continental está totalmente indefinido. Na finalíssima da Libertadores, o gol fora de casa não vale como critério de desempate, por isso em caso de nova igualdade em Madri, a decisão irá para as penalidades.

RETROSPECTO 

O primeiro duelo entre os rivais hermanos se deu em 24 de agosto de 1913. Na oportunidade, o River Plate levou a melhor, vencendo por 2 a 1. De lá pra cá são mais 371 duelos, com 134 vitórias dos Xeneizes, 116 empates e 121 triunfos dos Millonarios. A exemplo do histórico geral, a supremacia do Boca Jrs também se faz presente na Libertadores: 10 a 7, além de mais oito empates.

 MUDANÇAS NO BOCA

A novidade na equipe xeneize é a volta do goleiro Esteban Andrada, totalmente recuperado após ter fraturado o maxilar em um choque com zagueiro Dedé. Também reabilitados em função de desgastes musculares, Pavón e Ramón Ábila ficam à disposição do técnico Guillermo Schelotto

FICHA TÉCNICA
RIVER PLATE X BOCA JUNIORS

Local: Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha)
Data: 9 de dezembro de 2018 (Domingo)
Horário: 17h30(de Brasília)
Árbitro: Andres Cunha (Uruguai)
Assistentes: Nicolás Tarán (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai)

RIVER PLATE: Franco Armani, Gonzalo Montiel, Jonatan Maidana, Javier Pinola e Milton Casco; Ignacio Fernández, Leonardo Ponzio, Enzo Pérez e Exequiel Palacios; Gonzalo ‘Pity’ Martínez e Lucas Pratto
Técnico: Marcelo Gallardo

BOCA JUNIORS: Esteban Andrada, Leonardo Jara, Carlos Izquierdoz, Lisandro Magallán e Emmanuel Más; Agustín Almendra, Wilmar Barrios, Fernando Gago; Ramón Ábila, Mauro Zárate e Cristian Pavón (Benedetto)
Técnico: Guillermo Barros Schelotto

LEIA MAIS:
CONFIANTE, TEVEZ AFIRMA: “EU TROCO TODOS OS MEUS TÍTULOS POR ESSA LIBERTADORES”
TORCEDOR DO RIVER PLATE MOSTRA ARREPENDIMENTO POR ATAQUE AO ÔNIBUS DO BOCA
“PARECE QUE NÃO APRENDEMOS COM NOSSOS ERROS”, AFIRMA SCHELOTTO SOBRE A VIOLÊNCIA
IMPRENSA RECEBE CARTILHA COM INSTRUÇÕES DE EMERGÊNCIA PARA FINAL DA LIBERTADORES