Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Veja até quando duram os contratos dos atacantes do Vasco

O Vasco da Gama teve em 2018 um sistema ofensivo bastante eficiente, mas nem sempre pela atuação dos atacantes. Nesta temporada, o artilheiro da equipe foi Yago Pikachu, jogador que é lateral-direito de origem, mas que atuou como meia. Todavia, com a chegada de Maxi López, a função de homem gol foi resolvida.

Glauco Costa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Rafael Ribeiro

Contratado no segundo semestre, o camisa 11 tem contrato até o final de 2019. As boas atuações despertaram o interesse de outras equipes, mas a empatia estabelecida entre ele e a torcida vascaína deve ajudar a mantê-lo em São Januário. A situação, no entanto, é diferente para seu companheiro e compatriota Andrés Ríos. Com vínculo até o final do ano, ele não deve ter seu contrato renovado e poderá deixar São Januário.

Assim, na próxima temporada, Maxi terá outros companheiros para o ataque. Hugo Borges e Marrony, dois jovens formados nas categorias de base e tem estilo de jogo de camisa 9, têm contratos longos. O primeiro tem vinculo até o final de 2020, enquanto o segundo pode permanecer na Colina História até 2021.

Pelos lados de campo, Kelvin tem contrato até o final do ano e não deve permanecer. Assim, caberá a Caio Monteiro e Rildo fazer as jogadas para os camisas 9. O primeiro, criado nas categorias de base, tem contrato até 2021, enquanto o segundo, contratado este ano, fica no clube até o final de 2019.

LEIA MAIS:
Maxi López fala sobre Vasco e gol de Juninho no Monumental; confira
Guerra faz menino perder presentes de Messi; entenda
Com Bandeira de Mello, Flamengo teve os mesmos resultados que os rivais

Crédito da Foto: Rafael Ribeiro