Árbitro da final do Paulistão 2018 diz que fez a coisa certa e lamenta polêmica: “Atrapalhou a minha carreira”

Poucos dias antes do início do Campeonato Paulista de 2019, a final da competição do ano passado ainda segue dando o que falar. Até hoje, a suposta interferência externa que levou o árbitro Marcelo Aparecido de Souza a anular um pênalti a favor do Palmeiras mais de cinco minutos depois é motivo de reclamação dos palmeirenses.

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao jornal “O Estado de S.Paulo”, o árbitro, que em 2019 irá apitar o Campeonato Paraibano por ter estourado a idade máxima (45 anos) da Federação Paulista (FPF) relembrou a polêmica.

Aquilo atrapalhou a minha carreira. O que me deixa chateado é que não houve equívoco, mas houve acerto. A gente sempre escuta que os árbitros não têm humildade ou que não reconhecem o erro, mas eu tive essa atitude. Eu errei por demorar, é claro, mas o importante é que acertamos e não teve má fé. Eu posso ser cobrado pela demora, mas não pela escolha. Eu recebi apoio até de alguns palmeirenses. Eles me falaram que eu estava acerto e que não queriam ganhar a final daquele jeito”, disse Marcelo Aparecido.

Veja os PROGNÓSTICOS de nossos especialistas para os jogos da Copinha

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

O árbitro sabe que está marcado pela polêmica, mas garantiu ter a consciência tranquila. “Eu trabalhei durante 20 anos na Federação Paulista e foram poucos os problemas. Somos árbitros, somos seres humanos. Mas a gente fica infelizmente marcado pelo equívoco. Apesar de tudo isso, estou tranquilo. Eu sei que fiz a coisa certa naquela final. Imagina se daqui 20 anos eu me lembrar que decidi um campeonato por erro de arbitragem? O mais importante de tudo é poder olhar para o meu filho e encostar a cabeça no travesseiro com tranquilidade. Eu tenho a consciência limpa.

Se preparando para apitar o Campeonato Paraibano nesta temporada, Marcelo Aparecido explicou a decisão.“Eu cheguei ao limite da idade estipulada em São Paulo. Aceitei o projeto da Paraíba de resolver problemas na arbitragem. Como a CBF permite trabalhar até os 50 anos, asseguro minha vaga no Campeonato Brasileiro. Se eu não estiver afiliado a uma federação, não trabalho no Brasileiro. Ficar parado e sem atuar em Estaduais seria péssimo, porque perderia ritmo de jogo.

POLÊMICA NO PAULISTÃO 2018:

Na decisão do Campeonato Paulista de 2018, o Corinthians vencia o Palmeiras por 1 a 0, no Allianz Parque e levava a decisão do título para os pênaltis. Já no segundo tempo, Marcelo Aparecido de Souza marcou um pênalti a favor do Verdão, o que poderia definir o campeão, mas após mais de cinco minutos de discussão entre jogadores e membros da comissão de arbitragem, o árbitro voltou atrás na decisão, anulou o pênalti e marcou apenas escanteio.