Brasil dificulta partida, mas sucumbe diante de campeões mundiais

Brasil tinha uma árdua missão em sua estreia no Mundial de Handebol Masculino: parar os atuais campeões do torneio. Por alguns momentos fez mais que isso, chegou a liderar a partida. Mas não resistiram ao volume de jogo imposto pela França.

Juvenal Dias
Colaborador do Torcedores
campeões

Crédito: Twitter/ IHF. Brasil fez jogo duro contra os campeões mundiais

Mais uma vez, os franceses justificaram o posto de atuais campeões do Mundial de Handebol Masculino. Venceram o Brasil por 24 a 22 na estreia das duas equipes na competição. Mas quem esperava um passeio do maior vencedor do campeonato, viu uma seleção brasileira igualar as ações na partida. O time brasileiro mostrou-se competitivo e com qualidade para fazer frente, não só à França, mas a qualquer seleção.

O jogo

Tanto que, quem estava na Mercedes-Benz Arena, em Berlim, deve ter se surpreendido com início do jogo. O Brasil esteve à frente do placar em alguns momentos e mostrou que os campeões não teriam vida fácil. Chegou a abrir vantagem, com 4 a 2, 5 a 3, 7 a 5… Mas a França igualou e tomou a vantagem do marcador antes do final do primeiro tempo. A principal diferença entre os dois times é a constante no volume de jogo. Os franceses dificilmente ficam muito tempo sem marcar. Os brasileiros passaram mais de oito minutos dos 30 da etapa estagnados 10 dez gols anotados. Enquanto isso, o outro lado tratou de abrir uma margem. A primeira etapa acabou 16 a 13.

Outra fator que pesa é ter jogadores que desequilibram nos momentos mais cruciais. Em um dos minutos iniciais do segundo tempo, o time brasileiro teve um tiro de 7 metros para bater. O goleiro Vicent Gerard defendeu não só a cobrança como o rebote à queima-roupa. Neste momento, foi que o time europeu cresceu. abriu 19 a 13. Parecia que tinha a situação tinha desandado. O Brasil chegou a ter dois jogadores a mais em quadra, não marcou e ainda sofreu gol. Aos poucos retomaram o controle emocional e empataram em 20 e em 21 o marcador. Faltou um pouco nos momentos finais. Os campeões convertiam seus ataques, ao passo que os brasileiros desperdiçaram algumas bolas. Mesmo José Toledo tendo sido eleito jogador da partida e marcado 8 gols, não foi o suficiente para igualar o placar no fim.

Apesar da derrota, o técnico brasileiro Washington Nunes acredita que a equipe jogou próximo do seu limite e fizeram um bom trabalho, apesar do resultado adverso. O time sai de cabeça erguida e faz a Alemanha, próximo adversário, ficar atenta. O jogo acontece amanhã, às 15h15.

LEIA MAIS

Mundial de Handebol Masculino: Brasil joga bem, mas perde para a França; veja os resultados dos jogos desta sexta-feira (11)