Veja 5 clubes paulistas com títulos brasileiros que estão atualmente sem calendário nacional

Outrora campeões, alguns clubes paulistas há anos não sabem o que é disputar uma competição nacional no futebol brasileiro.

Rubens Melo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Crédito/foto: Ronaldo Barreto/Portuguesa

O futebol mudou bastante em relação em décadas anteriores, porém uma coisa ainda é certa, com base em campanhas, os clubes paulistas tanto da capital quanto de interior se sobressaem no cenário do futebol brasileiro em relação a titulos e campanhas. No entanto com o passar dos anos, alguns clubes paulistas que eram presença confirmada não só em seu estado como em competições nacionais, hoje sofrem sem ter uma divisão para disputar e tentam se reerguer nas divisões interiores do futebol paulista. Separamos então cinco destes clubes, com histórias vitoriosas e títulos nacionais, que hoje vivem uma péssima fase sem nem ao menos disputar uma partida de campeonato nacional.

Paulista de Jundiaí

O Paulista ganhou uma imensa popularidade após o tíutlo da Copa do Brasil de 2005, que botou o clube em ascensão no cenário nacional e internacional, pois na oportunidade o clube ganhou na Copa Libertadores da América, sendo eliminado ainda na fase de grupos. Porém, este não foi o primeiro título nacional da equipe, pois quando ainda se chama Etti Jundiaí, o Galo da Japi foi também campeão da série C no ano de 2001.

Após o triunfo e a viibilidade proporcionada pelo título da competição mais democrática do Brasil, o Paulista por pouco não chegou a série A em 2002, visto que apenas dois times da série B subiam para a elite e o clube de Jundiaí terminou na 4ª colocação.

O Paulista também conta com o vice-campeonato paulista 2004, e com 3 títulos de Copa Paulista obtidos em 1999, 2010, 2011. No entanto, desde 2009 a equipe não sabe o que é disputar um Campeonato Brasileiro, e desde 2012 não participa da Copa do Brasil, quando conseguiu a vaga após o título da Copa Paulista de 2011. Com a situação financeira afetando a equipe, hoje o Paulista tenta um recomeço disputando a quarta divisão do Campeonato Paulista.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Portuguesa

Vice-campeã brasileira em 1996 e campeã da série B em 2011, devido ao caso Héverton, a Lusa viu tudo que havia construído com o passar dos anos se perder em algumas temporadas. No ano de 2013, em que a Portuguesa disputava a série A e havia terminado na 12º colocação, o atleta Héverton estava suspenso por dois jogos na 36ª rodada, porém, cumpriu apenas um e na última rodada entrou em campo na segunda etapa no empate da Portuguesa com o Grêmio. A consequência disso foi a perda de quatro pontos na tabela, que colocou a Portuguesa na 17ª colocação, consequentemente rebaixando a Lusa.

Há muitas controvérsias de manipulações e interesses no caso; principalmente pela situação salvar o Fluminense. Mas, o rebaixamento persistiu e a partir daí o descenço ao “fundo do poço” se iniciou, evidenciando os problemas internos que a Lusa sofria naquele ano e que só se agravariam no futuro.

Em 2014, uma péssima campanha e o rebaixamento para a série C, onde a Lusa foi rebaixada não conseguiu voltar para a segunda divisão nacional e no outro ano de disputa na série C foi rebaixada para a série D, onde a Lusa não conseguiu nem mesmo passar da primeira fase de grupos, passando no ano seguinte pela pior situação de toda a sua história: ficar sem ter uma série nacional para disputar.

Hoje, a Portuguesa disputa a série A2 do Paulista e tenta a sorte na Copa Paulista, para assim conseguir uma vaga na série D para tentar reeguer-se no cenário nacional. Algo muito triste para quem já viu os anos de glórias e os craques que já vestiram a camisa da tradicional Portuguesa de Desportos.

Juventus da Mooca

Um dos clubes mais tradicionais do futebol paulista, o popular Juventus da Mooca disputou embates históricos e tem um dos estádios mais atrativos para quem gosta de “futebol raíz”, localizado na Rua Javari.

No ano de 1983, o Juventus foi campeão brasileiro da série B e era presenta sempre constante na elite do futebol paulista, sendo o 6º clube paulista com mais participações na competição. Porém, a última vez que o Moleque Travesso pode disputar uma competição com série foi no ano de 2007 pela série C, onde a equipe não conseguiu o acesso para a série B e a partir dali não mais teve uma série nacional para disputar.

Hoje, o Juventus busca voltar a elite paulista, e tenta através da Copa Paulista talvez a oportunidade de voltar ao cenário nacional, garantindo uma vaga para a disputar a série D.

União São João

Talvez o clube em pior situação dos aqui citados nesta lista. O União São João de Araras já figurou entre os grandes clubes do Brasil, onde não só venceu a série C em 1988 como também foi campeão da série B no ano de 1996; Após isso, a equipe de Araras também conseguiu o vice-campeonato paulista em 2002.

Com o passar dos anos, a equipe foi caindo de rendimento, e no ano de 2003 a equipe foi rebaixada para terceira divisão nacional, disputando pela última vez uma competição nacional no ano de 2005, onde a equipe foi eliminada na fase de grupos da série C e a partir daí não conseguiu mais voltar para disputa de competições nacionai, ano que coincidiu também com a queda para a série A2 paulista.

No ano de 2012, a crise afetou o União São João, e a queda foi iminente, começando em 2013, quando a equipe disputou a série A3 e em 2014, a segunda divisão do paulista – equivalente a quarta divisão estadual, decretendo o fechamento das atividades do seu seu departamento de futebol em 2015, para tentar sanar as dívidas e reestruturar o clube. Até então, a equipe continua licenciada, para quem sabe um dia, retornar não só ao cenário paulista como também ao nacional.

Inter de Limeira

A famosa Inter de Limeira também estava sempre marcando presença na elite do futebol paulista dos anos 90. Seu maior título foi a série B de 1988, consequência da base do time que sagrou-se campeão paulista em 1986 – ano este em que a Inter de Limeira também foi a vencedora de seu grupo na série B de 1986, mas que por esta não ter seguido adiante, o título foi nomeado junto com outros três clubes que venceram seus respectivos grupos na competição: Central-PE, Criciúma e Treze-PB.

A situação do alvinegro de Limeira começou a mudar no ano de 1991, onde a equipe foi rebaixada para a série C. Lutando para voltar a série B, o Leão da Paulista passou a decair também no campeonato paulista, chegando a quarta divisão estadual no ano de 2010.

Sua última temporada disputando uma competição nacional foi no ano de 2003, em que foi eliminado da série C. Com o vice-campeonato da Copa Paulista de 2017, a Inter de Limeira até herdou uma vaga na Copa do Brasil, mas acabou eliminada na 2ª fase da competição.

Hoje, a Inter de Limeira disputa a série A2, e tenta novamente na Copa Paulista conseguir o acesso a Copa do Brasil ou até mesmo garantir uma vaga na série D para tentar de vez voltar ao cenário nacional do futebol brasileiro.