Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Dirigente do Grêmio manda “recado” a Palmeiras e Flamengo: “Ter dinheiro não é garantia de títulos”

Ao contrário de outras grandes equipes do futebol brasileiro, o Grêmio não fez grandes investimentos nesta janela de transferências. Mas nem por isso se vê em desvantagem ou com menos chances de obter bons resultados em 2019, conforme avaliação do vice-presidente de futebol Duda Kroeff nesta terça-feira durante a apresentação do atacante Felipe Vizeu.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Em alusão às contratações de Palmeiras e Flamengo, que estão sendo protagonistas no mercado, Duda lembrou que “dinheiro não é garantia de títulos” e citou a equipe rubro-negra que teve o “ataque dos sonhos” na década de 90 sem ter vencido grandes campeonatos.

“Ter dinheiro não é garantia de títulos. A gente lembra do Flamengo com Romário, Sávio e Edmundo. Um elenco milionário e que não deu em nada. O Grêmio tem uma camiseta forte e vai brigar por títulos”, comentou.

Por outro lado, ele admitiu que historicamente os gaúchos têm dificuldades em competir com times do centro do país:

“Estamos no extremo sul do país e sempre foi difícil lutar contra paulistas e cariocas. Antigamente, Grêmio e Inter só ganhavam Gauchão. Mas dinheiro não é garantia de nada. Ajuda, claro. Mas o Grêmio tem uma camisa muito forte e vamos fazer frente”, destacou.

O Flamengo, por exemplo, bancou as contratações de Arrascaeta, Gabigol e Rodrigo Caio, enquanto o Palmeiras investiu eu nomes como Matheus Fernandes, Zé Rafael, Arthur, Carlos Eduardo e, mais recentemente, Ricardo Goulart. O Grêmio, para 2019, contratou até agora Júlio César, Rômulo, Montoya e Felipe Vizeu.

LEIA MAIS:

Novo centroavante revela ter “batido o pé” para jogar no Grêmio

Nas redes sociais, ex-meia do Grêmio deixa claro o desejo de voltar ao clube

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram