Djokovic e Zverev passeiam no segundo dia do Australian Open

Djokovic e Zverev foram os protagonistas dos jogos de simples masculino neste segundo dia de Australian Open. Com tranquilidade, o sérvio despachou Mitchell Krueger por 6-3, 6-2 e 6-2. O alemão também fez sua primeira vítima em Melbourne. Venceu o esloveno Aljaz Bedene por 6-4, 6-1 e 6-4.

Paula Rühling
Jornalista formada pela Universidade Federal de Mato Grosso, apaixonada por esportes. Ex atleta de natação e típica jogadora de tênis de final de semana. Objetivo de vida: nunca deixar de contar boas histórias.

Crédito: Divulgação / Australian Open

Djokovic e Zverev eram os tenistas mais procurados nesta terça-feira em Melbourne. Na Rod Laver Arena, Novak Djokovic deu início à sua tentativa de conquistar o sétimo título do Aberto da Austrália. O número um do mundo fez uma exibição sólida contra um adversário que se sentiu intimidado pela grandiosidade do palco e do sérvio a sua frente.

Mas Mitchell Krueger, que só tem duas vitórias em nível de ATP Tour, começou o jogo tentando provar o seu valor. O número 230 do muno quebrou o saque de Novak no terceiro game.. Contudo, o sérvio devolveu a quebra em seguida. A partir daí, só deu Djokovic.

“Jogando Krueger pela primeira vez, eu realmente não sabia o que esperar. Eu fiz minha lição de casa, tentei fazer alguma pesquisa sobre ele, mas foi bastante complicado e bastante diferente interpretá-lo. Foi um jogo muito competitivo – nós dois tivemos que trabalhar duro, nós dois estávamos bombados e mostramos algumas emoções na quadra”, declarou o tenista após o jogo.

Djokovic enfrentará Jo-Wilfried Tsonga na segunda rodada, em uma repetição da final de 2008 em Melbourne Park.

Em busca de seu primeiro título de Grand Slam, Alexander Zverev teve um primeiro set disputado contra Bendene. O esloveno foi mais rápido para conseguir a quebra no sétimo game. Mas isso despertou o alemão. A partir de então, o número quatro do mundo venceu oito games seguidos. Zverev ficou solto. E, apesar de deixar um match point cair no saque de Bedene, não teve problemas em fechar o jogo.

O mais perto que Zverev chegou de um título de Grand Slam foi uma quartas-de-final. Mas a vitória sobre Roger Federer e Novak Djokovic no ATP Finals de 2018, deu confiança ao jovem de 21 anos, que chega a ser um dos favoritos ao título. E apesar das lesões que esteve enfrentando no final do ano, se sente pronto para dar o melhor em quadra.

“Meu corpo está perto da perfeição agora. Eu tive alguns problemas vindo para este torneio, então estou feliz agora que tudo está se encaixando”, declarou. O alemão irá enfrentar o francês Jeremy Chardy na próxima rodada.

 

Leia mais

Serena em ritmo de treino e Halep em sofrimento pra passar de fase no Australian Open

Atuais campeões, Federer e Wozniacki tiveram vitórias confortáveis na estreia do Australian Open