Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Em campanha fraca no Sul-Americano, Branco defende os jogadores da base

Nesta sexta-feira (01), a seleção brasileira sub-20 entra em campo contra a Venezuela em partida válida pelo Sul-Americano às 23 horas (horário de Brasília).

Arthur Fernandes
Apaixonado por esportes, Arthur Fernandes nasceu na cidade do Rio de Janeiro e tem 4 anos de experiência em jornalismo esportivo. Em suas horas vagas, Arthur costuma aprender novos idiomas para melhorar a sua comunicação. Além disso, o mesmo é torcedor fanático do Orlando City (futebol) e do SESC RJ (vôlei).

Irritado após os últimos jogos do Brasil no Sul-Americano, Branco resolveu levar todo elenco da categoria de base da seleção brasileira, presente na competição, para uma churrascaria e proporcionou um momento de descontração aos atletas após quase 1 mês de torneio e com poucas folgas.

Em entrevista ao “GloboEsporte.com”, o coordenador das categorias de base saiu em defesa dos jogadores e avaliou a campanha no Sul-Americano. Ao todo, foram 2 vitorias e 3 gols marcados em cinco jogos.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

“Não é fácil. A gente está aqui com a Colômbia. O treinador deles me falou: ‘estou cansado, imagina os jogadores?’. É um desgaste muito grande. Mas é o formato da competição. Nós temos que alcançar o objetivo que é classificar pro Mundial e bater campeão, se Deus quiser. O time não tá rendendo aquilo que é esperado. Todo mundo sabe, todo mundo tem o bom senso, como o próprio Amadeu. Mas acho que no segundo tempo a gente deu um alento, uma evolução. Depois que ele deu uma mexida o time deu uma crescida principalmente na criação e nas conclusões.”, disse Branco em entrevista ao “GloboEsporte.com”.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) encontrou dificuldades para conseguir a liberação do Vinícius Júnior, que veste a camisa do Real Madrid, sendo assim, não pôde ser convocado para o torneio. O mesmo aconteceu com Paulinho, que está no Bayern Leverkusen, e Matheus Cunha, que joga no RB Leipzig. Todos esses atletas são considerados promessas do futebol brasileiro.

“Os caras são grandes jogadores. Se eu pudesse contar com eles, seria ótimo. Mas tem que valorizar os que estão aqui. São os nossos guerreiros. Talvez até ajudem aqueles que estão lá futuramente a voltarem. Se a FIFA permitir, né? Esse é um dos problema que a gente tem. Acho que a FIFA tinha que mudar essa questão de sub-17 e sub-20. Se é uma competição oficial, ela tinha que fazer mais ou menos com que fosse uma data FIFA para liberar os jogadores. Até para o espetáculo ser mais bonito, na verdade”, comentou o ex-jogador da seleção brasileira.

Entretanto, um dos convocados foi o Rodrygo, que joga no Santos e já foi negociado com o Real Madrid. O mesmo é o principal nome da delegação no Sul-Americano.

“Ele é um cara diferenciado. Jogador que tem crescimento monstruoso pela frente, precisa crescer fisicamente. Natural, ele é jovem demais, mas ele é diferenciado. Ele antevê jogadas, velocidade de raciocínio muito rápida. Ele faz slalom (faz gesto de zigue-zague com as mãos), como eu digo. Outro dia num jogo do Santos ele fez no Pacaembu. Ele é sinistro, é muito rápido, vai para um lado, para o outro. Ele faz a diferença. A gente conta com ele. Cada jogo ele amadurece mais. É um menino espetacular”, analisou Branco em entrevista ao “GloboEsporte.com”.

LEIA MAIS – Mercado da bola: Giovinco deixa a MLS e assina com o Al Hilal